terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O NOME JEOVÁ PODERÁ SALVAR ALGUÉM? Mensagem as Testemunhas de Jeová


“Porque: Todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.” Rm.10.13 (TNME)

Quando lemos este texto na Tradução Novo Mundo das Escrituras (TNME) a primeira pergunta que nos vem em mente é: Como posso invocar um nome híbrido e ter a certeza que serei salvo?

O nome “Jeová” surgiu do hibridismo de vogais emprestadas de um nome hebraico dado a Deus: “Adonay” (traduzimos “Senhor”). Tomaram as vogais “a,o,a” e inseriram entre as consoantes do nome divino YHVH (que chamamos de tetragrama), formando a palavra “Yahovah” ou, aportuguesado “Jeová”.

Para podermos entender bem porque isso foi feito, precisamos conhecer um pouco da língua hebraica e do trato do povo judeu com o nome divino. No hebraico não se escreve as vogais, só as consoantes. Na leitura do texto as vogais exigidas eram inseridas. O povo de Israel temia usar o nome divino em vão, assim evitavam pronunciar o nome substituindo-o por outro nome: “Adonay”. Chegando à palavra YHVH lendo o texto bíblico, diziam “Adonay” ou “O Eterno” para evitar o uso do nome revelado sem o devido respeito. A própria TNME, no “apêndice” página 1420, admite que copistas posteriores da LXX grega substituíram o tetragrama hebraico הוהי (YHVH) pelo título grego κυριος (kurios: “Senhor”; “amo”). Como o nome que Moisés lhes havia transmitido não era pronunciado (Êx.3.13-15), o tempo passou e foram esquecidas as vogais deste nome.

Assim, o nome “Jeová”, “Yahovah” ou “Iahovah” não consta nos manuscritos originais, nunca foi pronunciado assim pelas pessoas da Bíblia. Nenhum erudito em sã consciência afirmaria que o nome “Jeová” foi formado corretamente ou que este nome está assim no texto hebraico. O que consta são apenas as consoantes הוהי (YHVH), que são atualmente impronunciáveis.

Então outra pergunta surge conseqüentemente: Se o nome de Deus é impronunciável, como Paulo recomendava este nome para os cristãos invocarem e serem salvos?

Só há uma resposta que poderá solucionar esta questão. É que a pessoa que Paulo estava falando no texto de Romanos 10.13 não era de Deus o Pai, como assim querem os tradutores da TNME. Paulo estava falando de “Jesus”, apesar de está recitando uma parte do texto de Joel 2.32, ele tinha em mente a pessoa do Filho e não do Pai. Paulo traz o texto antigo para o contexto do Novo Testamento. Isso é muito provável, porque:

1) No verso anterior ele diz: “Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” (Romanos 10:9 ARA). Paulo apresenta que confessar o nome de Jesus importa em salvação. Da mesma forma em Atos 4.12 Pedro nos diz: “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.”(ARA)

2) No verso seguinte ele diz: “Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10:14 ARA). Ora, todo esse contexto de invocar, crer, ouvir está relacionado a pregação do Evangelho (ver v.15), quem é o nome de proclamação do Evangelho? Todos sabemos que é o de Jesus.

3) O mesmo Paulo reitera em outra carta a importância do nome de Jesus quando ele escreveu: “Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:9-11 ARA).

CONCLUSÃO

No contexto do Novo Testamento o nome de Jesus é que salva. Como diz a Escritura: “... o nome que está acima de todo outro nome, a fim de que, no nome de Jesus, se dobre todo joelho dos no céu, e dos na terra, e dos debaixo do chão, e toda língua reconheça abertamente que Jesus Cristo é o Senhor...” (Fl.2.9-11 TNME).

O “Senhor” que Paulo se refere em Rm.10.13 não é “Jeová” mas Jesus. Até mesmo porque o texto está em grego κυριος (kurios: “Senhor”; “amo”). Esta expressão é dada a Jesus várias vezes (Jo.9.38; 13.13; 20.28; At.1.21; 1Co.11.23).

YHVH não se pronuncia, consequentemente não se testemunha de um nome impronunciável, o próprio Moisés argumentou quando Deus o Pai o enviara para testemunhar dele: “...Eis que, quando eu vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós outros; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?” (Êx.3.13 ARA). Um nome sem pronúncia?

Meu amigo Testemunha de Jeová, se você teve a coragem e a humildade de ler este texto até aqui, faço-lhe um apelo sincero: aceite Jesus Cristo como o teu único e suficiente Salvador e então verdadeiramente serás salvo. É da vontade do próprio Deus Pai que seja assim. Ele enviou seu único filho para este propósito: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (Jo.3.16 ARA).

Não há outro caminho que te leve a Deus Pai que você tanto ama e venera. Não deixe que uma instituição humana venha bloquear este caminho da salvação mentindo para você que invocando o nome de Jeová você será salvo. Abra seus olhos! Jesus disse: “....Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo.14.6 ARA). Não é uma “instituição” que te levará a vida eterna, não é a pronunciação do nome “Jeová” que te dará a certeza da salvação. Somente Jesus pode te levar ao Pai. “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem.” (1Tm.2.5 ARA). Você não precisa de outro mediador, só Jesus Cristo pode interceder por você. Os líderes cristãos e as igrejas cristãs são apenas colaboradores e não bloqueadores. Os fariseus agiam assim, e por isso foram reprovados por Cristo: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando!” (Mt.23.13 ARA).

Bibliografia:
Livro “Quem são as Testemunhas de jeová?” editora Sinodal;
Bíblia versão Almeida Revista e Atualizada(ARA);
Tradução Novo Mundo das Escrituras edição brasileira 1967.

Artigos relacionados no blog:

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2015/01/a-diferenca-entre-evangelicos-e.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2011/12/comica-teologia-das-testemunhas-de.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2010/06/testemunhas-de-jeova-testemunhas.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2008/07/as-testemunhas-de-jeov-uma-seita.html

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

DEZ ANOS DO BLOG ANTI-HERESIAS

Dez postagens foram escolhidas para serem publicadas no meu livro edição comemorativa do blog Anti-Heresias - 10 anos. E os comentários, até a data de publicação, foram incluídos. As postagens que saíram no livro foram:

1. A Origem do "Reteté" e a Raiz do Problema dos Modismos
2. É Correto Batizar Pessoas Amasiadas?
3. A Diferença entre Evangélicos e Testemunhas de Jeová
4. Resposta Apologética a Vídeo da Verdade Oculta
5. A Igreja Evangélica Tabernáculo da Fé é uma Seita?
6. A Diferença entre Evangélicos e Adventistas
7. A Igreja Voz da Verdade é uma Seita?
8. Orar no Monte. É Bíblico? É Cristão?
9. Heresias do Ministério de Witness Lee
10. Pecados de Família X Maldição Hereditária. Qual desses Assuntos tem Respaldo Bíblico?




















Mande um alô para anti-heresias@hotmail.com e seja sorteado com esse livro.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Livro Contra as Heresias publicado

Olá amigos e leitores do blog Anti-heresias, venho aqui agradecer a todos pela participação e leitura dos artigos deste blog. Também venho agradecer a Deus por ter proporcionado este momento. É com prazer que disponho, com base nos artigos mais populares, o meu terceiro e novo livro: Contra as Heresias. Já disponível pelo site que está ao lado direito do seu navegador aqui no blog. Vai abaixo a imagem da capa para apreciação de todos.

EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 10 ANOS DESTE BLOG

Acredito ter produzido um material de interesse do público evangélico e afins. Trazendo a memória, as palavras do apóstolo Paulo, nas quais tenho a plena certeza de que:

"... sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho". (Fp.1.16).

A Deus toda glória!































Link para pré-visualização do livro ou compra: Contra as Heresias

sábado, 20 de janeiro de 2018

A DIFERENÇA ENTRE EVANGÉLICOS E ESPÍRITAS KARDECISTAS


Olá pessoal, continuando com a sequência do blog Anti-Heresias revelando algumas diferenças entre evangélicos e demais grupos religiosos. Hoje nós vamos apresentar a diferença entre evangélicos e espíritas kardecistas. Nosso objetivo aqui é trazer reflexão sobre os pensamentos teológicos desses grupos religiosos para conhecimento comparativo que, creio eu, seja de relevância para os que estudam ciências da religião ou para os que querem saber que grupo deva pertencer ou para evangélicos que queiram entender suas diferenças com o espiritismo kardecista ou até mesmo para os curiosos que navegam pela internet em busca de entender mais sobre o tema. Assim, segue abaixo nossa comparação: