sexta-feira, 13 de julho de 2018

SÃO EVANGÉLICOS OS ADVENTISTAS?


(Por Natanael Rinaldi. Revista Defesa da Fé número 5 – compilação. Edição ICP – Instituto Cristão de Pesquisas).

Para registro histórico e de pesquisa sobre o tema. Deixo-vos esse texto de nosso saudoso pastor Natanael Rinaldi quem tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente em um curso de religiões e seitas aqui em minha terra natal de Fortaleza – CE.

Qualquer semelhança desse material produzido em 1998 na edição especial do ICP com a atualidade é apenas confirmação do que já se dizia lá atrás e o problema é persistente. Leiamos:

segunda-feira, 25 de junho de 2018

DESIGREJADOS, O FIM DA INSTITUIÇÃO?

Não quero ser pessimista, apenas revelo os números friamente. O futuro a Deus pertence!


sábado, 2 de junho de 2018

ARREBATAMENTO OU SUSPENSÃO?




Este texto tem por objetivo mostrar aos colegas tradicionais que eles não são donos da verdade sobre a questão do arrebatamento da igreja. Fazer uma crítica à teoria de um arrebatamento da suspensão dos crentes nos ares. Expor aos internautas que os posicionamentos escatológicos são frágeis e divergentes quando os tópicos não se tratam do que é ponto fechado na Bíblia. Convidar os pregadores de YouTube e TV a se focarem na proclamação do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, ao invés de ficarem doutrinando pessoas que não pertencem a suas denominações; deixarem de lutar contra espantalhos; e que é mito dizer que todo pré-milenista dispensacional é pentecostal ou neopentecostal.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

FILME “NADA A PERDER” PARECER DO BLOG



Fui ao cinema assistir o filme “Nada a Perder”. Pegando gancho no título, eu não tenho nada a perder em comentar sobre o que assisti certo? A princípio gostaria de enfatizar que ver, ler, assistir, é necessário. Tenho livros de diversas religiões guardado em minha biblioteca e sempre são consultados por mim. Não podemos emitir parecer sobre nada sem examinar. É óbvio que não precisamos beber a água do mar inteiro para perceber que é salgada. Entretanto me espanta o prejulgamento das pessoas. Sou apologista cristão e pesquisador religioso a muitos anos, e a lição número um do bom apologista e pesquisador é conferir, checar e citar fielmente as fontes. Pra isso, somos obrigados a ler obras inteiras, tipo: Alcorão, Livros dos Espíritos, O Grande Conflito, Doutrinas e Convênios, Catecismo da Igreja Católica, O Livro Mórmon, etc. Entretanto, deixo a resalva de que nem todos estão preparados para isso, a maioria dos evangélicos brasileiros não tem base bíblica e nem teológica para ver certos conteúdos. Principalmente assistir ou ouvir mídias como rádio, TV e vídeos de internet. Ver o artigo que publiquei: AQUI

COMENDO O PEIXE...

terça-feira, 10 de abril de 2018

DESIGREJADOS - UM ALERTA A COMUNIDADE EVANGÉLICA



O que ocorre hoje nas denominações é algo assombroso. As pessoas que se dizem cristãs perderam qualquer respeito e pudor pelas instituições cristãs. Se muda mais de denominação do que de roupas. Estamos vivendo uma época onde os locais de culto viraram local de consumo. Não há nenhum comprometimento com a instituição cristã. Poucas são as denominações que conseguem hoje manter o público constante e fiel. A rotatividade, que antes ocorria por motivos excepcionais, agora ocorre por questões banais, insubmissão corriqueira e incontrolável. Como ser igreja restringi-se apenas a ir a um culto evangélico. O fato é que aquilo que era algo isolado, pontual, minoritário, agora se mostra majoritário e comum. Está claro na minha observação de pesquisador do comportamento religioso e apologista cristão que isso se deve ao fato do surgimento das igrejas neopentecostais. Mas, não entrarei aqui neste mérito da questão, pois já falei muito sobre esse movimento tanto aqui no blog, como no meu livro escrito mais detalhadamente sobre os desigrejados.

Os evangélicos viraram tipo os “católicos não praticantes” que, antes se resumia apenas a esse segmento do cristianismo, hoje, no meio evangélico tornou-se comum “evangélicos não praticantes”. O desigrejado é tipo assim: Um período é da igreja x, depois passa para a igreja y, e em pouco tempo se estar na igreja z. Além disso, no tempo que se passa na igreja x, y e z não se tem qualquer fidelidade ou comprometimento com a instituição frequentada. É como se fossem lojas, supermercados, feiras de fim de semana. Onde você entra, e lhe é proposto um monte de publicidade, ofertas, produtos, artigos, da fé, ícones religiosos, palavra focada no que se deseja ouvir, tudo ao gosto do “fregues”.

Aqueles que fazem parte das instituições cristãs, membros fiéis das denominações, os que estão “igrejados”, precisam tomar uma postura mais incisiva na exortação e repreensão dos ausentes e inconstantes. Deixar essa missão na conta da liderança é um desserviço a eclesiologia. Pois ser igreja não é função pastoral, mas de todos. A Bíblia quando aborda o tema ela diz:

quarta-feira, 28 de março de 2018

RECADO PARA A TV RECORD E SBT



Vocês estão esperando o quê para o jornalismo de vocês ter uma posição pro-família tradicional, pro-vida, pro-conservadora?

É, porque a Rede Globo Biased News já faz tempo que se posicionou contrária. Não existe mais um dia na porcaria desse jornalismo que não tenha de empurrar na mente do povo ideologias anti-vida, anti-conservadora, anti-família tradicional.

quarta-feira, 7 de março de 2018

A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS É UMA SEITA?



Por incrível que pareça, enquanto a Igreja Mórmon (vamos assim resumir o título denominacional) chama de “apóstata” todo o movimento cristão fora do seu arraial, esta por sua vez torna-se de fato, por causa de alguns dos seus ensinamentos fora do arraial bíblico, cristológico, soteriológico e eclesiástico. Se não, vejamos: Toda seita adiciona algo a Palavra de Deus (a Bíblia), subtrai algo da pessoa de Jesus, multiplica por obras a obra da salvação e divide a fidelidade entre Deus e a organização. Baseado nessas quatro operações, a Igreja Mórmon possui forte confirmação: