terça-feira, 19 de julho de 2016

Augustus Nicodemus Lopes é barrado de palestrar na CPAD - atualização 21/07/16


Quando li a notícia pensei: não... isso deve ser um mal entendido. Mas, não é. A CPAD demostra com essa atitude uma editora tacanha e sem força de expressão. Cujos cabrestos são controlados por pastores ardilosos, politiqueiros e que pelo assunto que o Dr. Augustus Nicodemus iria falar só demostra uma cumplicidade como a heresia neopentecostal que se alastra dentro da Assembléia de Deus faz anos. E agora com essa nova onda neopentecostal de referendar "apóstolos" que seria refutada pelo palestrante barrado a CPAD se afasta flagrantemente da apologética cristã.

É um momento de refletirmos minha gente. Como as pessoas são tão imaturas a chegar nesse nível. Infelizmente, é isso que estamos vendo. Meia dúzia de pastores da Igreja Assembléia de Deus movidos por um sentimento sectarista para impedir que o "calvinista" falasse em reduto "arminiano". Um assunto que não tinha qualquer conteúdo soteriológico. Mas, que povo infantil! Desde quando arminianismo e calvinismo foram doutrinas essenciais do cristianismo? É triste assumir a realidade, mas tenho que dizer: ainda estamos muito longe de uma unidade fraternal. O que me vem na mente são as sábias palavras de Agostinho: "Nas coisas essenciais, unidade, nas coisas não essenciais, liberdade, e em todas as coisas, amor". E o que me impressiona é que discorrendo sobre isso Norman Geisler, no livro da CPAD "Razões para Crer" no capítulo seis, com o título "As Doutrinas Essenciais da Fé Cristã" não apresenta nem arminianismo e nem calvinismo como doutrinas essenciais da fé cristã. Mas, alguns pentecostais enciumados resolveram influenciar a CPAD para não deixar o tradicional falar sobre um assunto que não tinha nada há ver com o pentecostalismo histórico.

O que poderia ser? Uma negação aberta ao calvinismo? Ou um apoio claro ao neopentecostalismo? Bom, diante do tema que o pastor presbiteriano ia falar, a segunda pergunta é mais provável.

Fonte: Púlpito Cristão

Eu fico me perguntando nessa hora: cadê os apologistas da IAD? Tanta gente boa: Raimundo de Oliveira, Antonio Gilberto, Ciro Sanches, Esequias Soares, Abraão de Almeida, etc. Porque não conseguiram corrigir diplomaticamente essa furada da CPAD onde o palestrante ia tratar de um assunto concernente a apologética?

O Rev. Augustus Nicodemus ia palestrar sobre um assunto tão controverso, necessário, oportuno, escreveu um livro falando já sobre isso conforme imagem abaixo da capa do livro:


Sinceramente, é uma vergonha essa atitude da CPAD e o pensamento fechado dessa meia dúzia de pastores da Igreja Assembléia de Deus que, com certeza, não representa a voz da maioria dos pastores desta denominação.

Gente de Deus me explica isso... Augustus Nicodemus não pode palestrar na CPAD, mas René Kivitz (universalista) pode?



Isso é o cúmulo da incoerência! Aí os apologistas da Igreja Assembleia de Deus se pronunciam: Veja postagem na CPAD news

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

3 comentários:

Elias P/LINO disse...

mINHA OPINIÃO É ESTÁ, A CPAD ERROU, MAS PENSOU EU QUE; POR ACASO NÃO EXISTE PESSOAS CAPAZES NA CPAD PARA TRATAR DESTE ASSUNTO? O CORPO DE PRESBÍTERO DA IGREJA PRESPITERIANA PERMITE UM PENTECOSTAL PALESTRAR EM SUAS IGREJAS? ENTÃO PORQUE NICODEUMUS TEM QUE PALESTRAR NA CPAD? SENDO QUE AS LINHAS SOTERIOLOGIAS, SÃO BEM CONTROVERTIDAS?

Daniel Durand disse...

Olá, Elias, essas questões poderiam ter sido feitas antes de convidá-lo não acha? Daí nem precisaria chamá-lo. Fica na paz de Cristo.

ronaldo farias disse...

paz!! não sou teologo formado mas sou um estudante da biblia ja a algum tempo ,sou assembleano, ,,gosto dos estudos de Nicodemos ,mario persona antonio gilberto etc...mas vejo que nos equivocamos quando tratamos da IGREJA OLHAMOS APENAS PARA O IPERIO RELIGIOSO FORMADO QUE RENDE SUSTENTO A MUITOS .É TEMPO DE VERMOS QUAL O VERDADEIRO SENTIMENTO QUE NOS MOVE DENTRO DE REINO DE DEUS.