quarta-feira, 1 de junho de 2011

A origem do RETETÉ e a raiz do problema dos modismos
















Diferente do que muita gente pensa, o reteté não surge do pentecostalismo. Foi um movimento que surgiu paralelo ao movimento pentecostal. Há registros históricos, segundo consta na revista DEFESA DA FÉ edição especial (revista número 5), página 115, que: “Em 1923. Gunnar Vingren, um dos maiores fundadores da Assembléia de Deus no Brasil, fora informado de que certo movimento pentecostal começava a alastrar-se por Santa Catarina. Sem perda de tempo Vingren deixou Belém do Pará, berço do pentecostalismo brasileiro, e embarcou para o Sul. No endereço indicado, veio ele a constatar: ‘Não se tratava de pentecostes, mas feitiçaria e baixo espiritismo”.








Gunnar Vingren









O movimento do reteté não é de origem brasileira, mas estrangeira. Que na verdade esse nome só é conhecido aqui no Brasil. O seu nome real é “unção de Toronto”. Por pertencer a prática esotérica da Igreja Comunhão da Videira do Aeroporto de Torono – Canadá. Uma das igrejas que mais deram notoriedade ao movimento do reteté a partir de 1994. Na mesma revista que citei acima, diz: “Ao contrário das demais igrejas pentecostais, que buscam preservar a ortodoxia doutrinária, a igreja do Aeroporto... granjeou surpreendente notoriedade em virtude das manifestações que ocorriam em seus cultos. Dizendo-se cheios do Espírito, os freqüentadores dessa igreja começaram a manifestar-se de maneira estranha e até exótica. Em dado momento, todos punham-se a rir de maneira incontrolável, alguns chegavam a rolar pelo chão. Justificando essa bizarra, alegavam tratar-se de... gargalhada santa... Outros iam mais longe: não se limitavam ao estrepitoso dos risos; saíam urrando como se fossem leões... como carneiros, ou gritando, como guerreiros, e ainda outros caíam no Espírito”. (idem pág. 115).
















É triste ver igrejas intituladas “Assembléia de Deus” ou de “pentecostais” e se envolverem com esse tipo de coisa, anarquizando o já tão fragilizado movimento pentecostal. Onde a frase “SOLA SCRIPTURA” dos reformadores, raiz do movimento evangélico, fica comprometido diante de tantas experiências pessoais que são postas igual e até acima ou no lugar das Escrituras.
















A RAIZ DO PROBLEMA DOS MODISMOS

A teologia do continuísmo é a grande fonte que alimenta modismos dessa natureza e continuarão surgindo outros. O que é a teologia do continuísmo? É a crença de que a revelação divina continua, mesmo com o encerramento do cânon das Escrituras. Os seguidores dessa teologia acreditam que Deus fala fora das Escrituras. Por ser Deus maior que as Escrituras e por Deus continuar agindo na história. Assim, a Bíblia não passa de uma fonte das demais coisas que Deus tem para revelar. Daí o grande amontoado de apóstolos, patriarcas, papas, profetas, trazendo novas revelações em forma de: dogmas, unção profética, atos proféticos, unção de Toronto, rhemas, idas ao inferno, idas ao céu, aparições de Maria, segredos de Fátima, o outro evangelho de Jesus Cristo (livro mórmon), escritos inspirados de Ellen G. White, etc.














Refutação bíblica: Deus é maior do que as Escrituras, mas não vai revelar mais nada fora dela. Pois nela está escrito: “Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro” (Ap.22.18). O livro das revelações ou apocalipse é o fim do período da revelação. Que durou desde Moisés até Malaquias, passou por um período de silêncio, que chamamos de “período interbíblico”, recomeça com João Batista e encerra com João em Patmos. Durante o período da revelação Deus já vinha expressando sua centralidade às Escrituras. Por exemplo: “Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso”. (Pv.30.5,6). “Nada acrescentareis à palavra que vos mando...”. (Dt.4.2). “... não ultrapasseis o que está escrito...” (1Co.4.6). Quando não se aceita o encerramento da revelação divina, abre precedentes para contradição do que já se foi revelado. E isso acontece muuuuuuito! O que as Escrituras não nos revelam não é para nós: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei”. (Dt.29.29). A Lei e os profetas duraram até João Batista (Lc.16.16) Seria uma contra-senso divino acreditar na continuação da revelação divina quando se lê o seguinte na Bíblia: “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo”. (Hb.1.1,2). Acreditar em um continuísmo é negar a SUFICIÊNCIA de Jesus tão claro nesse texto. Deus é bem maior do que sabemos dele pelas Escrituras, todavia, por ela conhecemos em parte, não plenamente ou perfeitamente. E só depois, quando vier Cristo, saberemos mais: “porque, em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos. Quando, porém, vier o que é perfeito, então, o que é em parte será aniquilado”. (1Co.13.9,10). Entretanto, o que a Bíblia diz é o necessário para nosso entendimento, pois nossa estrutura humana não poderá conhecer mais além do que possamos suportar.

“Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Rm.11.33-36).

“Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que não a posso atingir”. (Sl.139.6).

Deus fala com o cristão a parte das Escrituras, mas de uma maneira pessoal, temporal e nunca de forma doutrinária ou com nova revelação. Sempre concordando com as Escrituras: "... edificando, exortando e consolando". (1Co.14.3). E essa forma pessoal que Deus fala ao cristão não é igual as Escrituras e não é seguro, se fosse, não haveria tantos critérios. Tipo: 1Co.14.29; 1Ts.5.20-22; 1Jo.4.1; Jr.17.9.








 John Arnott - líder da igreja Comunhão da Videira do Aeroporto






A outra problemática dos modismos do tipo reteté é o mau uso da aplicação pessoal das Escrituras. O que é aplicação pessoal das Escrituras? É o ato de se trazer um texto bíblico para sua vida. Que não há problema algum nisso. Só que as pessoas estão exagerando em sua forma de que Deus lhe falou pessoalmente no texto e transforma em regra ou doutrina aquilo que nem o autor do texto bíblico quis dizer, causando um isolamento total do texto. Desprezando o seu contexto. Vejamos um exemplo de bom uso de aplicação pessoal:

Você está triste e abatido, mas lendo as Escrituras se depara com o seguinte dizer: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel”. (Is.41.10). Então, Deus lhe fala ao coração, embora o texto se refira à nação de Israel (v.8) o leitor bíblico aplica essa palavra a sua vida e não terá problema algum. Porque ele aplicou o texto para si, mas não criou um isolamento total do texto. E não despreza o seu contexto, pois assim como Israel passou por tristeza e abatimento, o Cristão passa. Podendo até usá-lo para outras pessoas que estiverem tristes e abatidas.

Porém, vejamos um exemplo de mau uso da aplicação pessoal:

“Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes”. (Jr.33.3). Daí o leitor incauto ou malicioso (não sei, mas Deus sabe) toma essa palavra para ele e se acha o portador da revelação. E que orando e buscando a Deus “coisas grandes e ocultas” Deus lhe revelará especialmente. Por isso surge cada dia gurus espirituais anunciando o fim do mundo e etc. Menos meu filho, menos! O grande problema do mau uso da aplicação pessoal das Escrituras está entre a cadeira e a Bíblia - o ser humano soberbo, narcisista e egoísta que pensa ser grande coisa.

Deus fala para um cristão pela Escritura de forma pessoal. Porém, a partir do momento que esse cristão leva a forma pessoal que o texto lhe falou e sai totalmente do contexto e o faz regra ou doutrina. Ali já não é mais Palavra de Deus. Como o Pastor Raimundo de Oliveira, autor do livro “Seitas e Heresias”, já dizia: “As palavras de Deus interpretadas no sentido em que Deus as disse, são palavras de Deus, mas interpretadas no sentido que nós queremos, não são palavras de Deus, antes podem ser palavras do Diabo”. A Bíblia nos ensina: “sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação”. (2Pe.1.20).




Ana Paula Valadão, cantora do grupo Diante do Trono na suposta "unção do leão". Caminhou por todo o palco em seu show.






Encerro aqui com a pergunta de cabeçalho desse blog: “Se a doutrina bíblica não é o padrão final, então onde traçar os limites do que é ou não é cristão?". (John Ankerberg).

Veja também o vídeo A Macumba do Reteté

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

33 comentários:

angelo alves pereira disse...

As pessoas tem medo daquilo que não entendem, existem homens carnais, e existem homens espirituais.Existem as meninices mesmo,mas existem também homens que não enxergam um palmo a frente do seu nariz.Precisamos ter cautela para realmente não blasfemarmos!

Daniel Durand disse...

O fato é que Gunnar Vingren questionou movimento parecido. Acredito que a "blasfêmia" vem dos mesmos que praticam o reteté quando fazem do Espírito Santo um palhaço de circo.

Edgar Texeira disse...

Gritos a ponto de perder avoz,línguas estranhas sem interpretação violação das regras bíblicas,profecias sem cumprimento, pessoas rodopiando rolando no chão rosnando como leão ataque de risos, qualquer pessoa que tenha discernimento percebe_se que isto não é de Deus

Gilmar de Oliveira disse...

só o sangue de Cristo para nos livrar dessa era, tanto que o Gunnar falou mas de nada adiantou, eu quero é milagre e não movimento.

clodoaldo disse...

Acredito que comparar isso com palhaço,é uma ofensa até pra nós palhaços qUE encenamos no intuito de promover alegria, e não de enganar ninguém com falsos ensinamentos. ....fora temer kkkkkkk

Como ser O pai. disse...

Seja cheio do Espírito Santo.

Unknown disse...

O que aconteceu em Atos foi esquecido. Que triste. Como pode entender as coisas do espírito quando não se é do espírito. Ha coisas que so convém ao espírito saber. Deus abençõe 🙏

Servo de Deus disse...

A quatorze anos sou um pastor na mesma igreja em que aceitei Jesus, e sinceramente, gostava muito do reteté, mas, no mês de setembro de 2012, eu tive uma experiência com Deus que me deixou com muito medo. Eram aproximadamente 3 horas da madrugada e eu estava de joelhos orando, quando de repente comecei a sentir minha casa tremer, a ponto de pensar ser um terremoto, coisa que nunca havia experimentado antes, e a medida que aumentava o tremor vi as paredes rachando e eu não conseguia sair do lugar e de longe comecei ouvi um som como de cornetas tocando e de dentro do som vinha uma voz muito alta que dizia "SAIA DE RETETÉ.....SAIA DE RETETÉ". e naquela aflição tudo voltou ao normal, e se repetiu 20 dias depois no mesmo horário, só que agora era como a voz de uma multidão falando a mesma coisa ao mesmo tempo. Fui ao pastor presidente, mas, infelizmente, não me deram crédito, mas deixaram eu agir na igreja que pastoreio. Reuni todos os membros e contei-lhes o que havia ocorrido e pedi perdão a todos por ter ensinado errado. A maioria saiu da igreja porém um pequeno grupo me apoiou e hoje estou pastoreando 22 pessoas; antes eram 92. Desde aquele tempo continuo defendendo o evangelho genuíno e se for preciso dou minha vida por este evangelho. Comecei a escrever um livro e breve lançarei e tudo que for arrecadado através será enviado para as igrejas perseguidas.

ROMULO WASHINGTON disse...

Parabéns pela reportagem pastor. Devemos sempre ter a Bíblia como modelo de conduta cristã. SOLA SCRIPTURA sempre.

Thiago Alexandre Gomes Da Silva disse...

Eu também não gosto desta palavra pois sou pentecostal porém quando o Espírito Santo desceu na festa de pentecoste a Bíblia fala que todos foram cheios de modo que não conseguiriam ficar parados como se tivessem embriagados e uma pergunta qual homem que está embriagado fica parado prestem atenção não julguem o que vcs não sabem o já participaram a maior blasfêmia é compará as coisas do senhor com o diabo ele que imita as coisas de Deus

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Thiago Alexandre Gomes da Silva. A palavra julgar na Bíblia é polissêmica. Tem vez que significa "condenar", tem vez que significa "avaliar", "provar", "medir", "conferir". Então, não estou CONDENANDO, isso só que pode fazer é Deus no dia do juízo. Eu apenas estou falando nos termos de julgar no outro sentido.

Sobre o diabo imitar as coisas de Deus é verdade, mas também é verdade que tal prática existe bem antes do próprio cristianismo. A feitiçaria é uma prática muito antiga. Então, não é que o diabo tá imitando as coisas de Deus, são os crentes que estão imitando as coisas do diabo.

Sobre a embriaguez dos crentes no dia de Pentecostes, veja bem: Atos 2 não fala disso. É um julgamento dos que não eram cristãos. Isso não quer dizer que eles caiam, desmaiavam, viravam cabeça pra baixo e tombavam no chão. O que ocorreu em Atos 2 foi algo parecido com Ana quando estava a rogar por ter um filho. Em 1 Samuel 1.10-15 podemos observar que algo semelhante acontecia com os discípulos naquele fatídico dia de Pentecostes. No verso 15 a resposta de Ana a acusação do sacerdote de “embriagues” é salutar. Ela declarou: “venho derramando a minha alma perante o SENHOR”.

Kharlla Becker disse...

Gostei do artigo, como diz a Palavra:

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim."
(Oséias 4:6)

Sigo e vivo a Palavra, se não está na Bíblia é tudo invenção do homem!

"Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e prática a mentira". (Apocalipse 22:15)

Cledson Dias disse...

Cledson ,Dc da Assembléia de Deu,de campo grande ,rj ,A Paz do Senhor a todos ; eu creio no na palavra que o profeta Malaquias disse , verdadeira ,mente verás a diferença ,da quele que serve e oque não serve au Senhor ,e mais a Bíblia diz em Matheus ,que veriam falsos profetas e enganariamuitos ,fica ligados crentes ,Deus revela os Seus ,em ,gálatas dos , que Deus não se deixa enganar ,tudo que o homem semear isso também seifara Amém !!

Nailson Silva disse...

Muito bom pastor nosso Deus não é bagunsero

Inaldo Ferreira disse...

Muito bem pastor

Anônimo disse...

Temos que crê e na bíblia

J.Jr disse...

Ótima matéria. É triste em ver o dano que isso causou nas igrejas, a ponto de muitas delas ensinarem que o batismo com o Espírito Santo é somente barulho, saltos e línguas estranhas, quando na Bíblia aprendemos que línguas estranhas é apenas um dom, até pode ser uma evidencia do batismo, mas o apóstolo Paulo faz varias orientações a respeito disso na igreja, mas muitos pregadores nunca leram isso na Bíblia acho e enchem suas pregações de "rajadas de línguas estranhas", saltos, assopros no microfone, etc... E o pior é que para muitos, se não acontecer coisas desse tipo o culto pode ser considerado "frio". O real sentido do Batismo pelo Espírito Santo foi deturpado, como se o mesmo servisse apenas para as pessoas pularem, rodopiarem e falarem coisas que ninguém compreende, deve realmente ser esse o objetivo de Deus derramar o Espírito Santo nas pessoas, transforma-las em pião saltador barulhento

Edilma Silva disse...

Absurdo tais praticas usando o nome de Deus nessas carnalidades demoníacas. De tudo já tem só ta faltando Jesus voltar e tirarnos deste mundo fedido a pecados.

Edilma Silva disse...

Absurdo usando o nome de Deus em tais rituais. Sim ritual sim de tudo já existe só ta faltando Jesus arrebatar seu povo lavado e redimido.

Terra disse...

Cuidado irmão...A letra mata, mas o Espírito vivifica. 2 Cor 3:6. A palavra sem poder mata, mas tomada de poder ela traz vida. Concordo com os irmãos que muitos tem criado moda na palavra de Deus, tem ocorrido vários erros de interpretação. Servimos um Deus pessoal, amoroso e justo. Precisamos viver nosso chamado sacerdotal, precisamos cumprir Mateus 6:6, pra compreendemos Romanos 12:2. Jesus veio pra nos livrar de toda religiosidade, e devido a isso Ninguém explica Deus.

Deixo um versículo que gosto muito, e me faz lembrar que vivo debaixo dá graça e não da Lei, é que não existe certo ou errado, existe a vontade de Deus:

“Tudo é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo é permitido”, mas nem tudo edifica.
1 Coríntios 10:23 NVI

Que e somente o Espírito Santo possa te convencer da verdade é deixemos de apontar aquilo que não vivemos.

Antonio Jesus86 disse...

Vish!!!tremendo, eu creio irmão! Deus seja louvado.

solvestrini disse...

paz do senhor a todos os irmãos..
cada um adora a Deus como pode.
oque realmente importa e a maneira que a pessoa se porta diante de Deus . a palavra de Deus nao condena quem pula ou grita ou ou da risada e sim quem nao pratica as coisas de Deus vivam em santidade e parem. com essa discussão pois a palavra de Deus e para edificações nao para contenda

Edmar disse...

Muito esclarecedor irmão, Deus continue a abençoa-lo.

Daniel Durand (ThB) disse...

Irmão Terra. Que interpretação é esse de a letra mata? Deixa de ser papagaio dos zé manés brother! Quando o apóstolo Paulo fala que a "letra mata" ele não tá falando ler e estudar a Palavra de Deus mata a gente não. Deixe disso rapaz. Leia o contexto da Palavra antes de ficar repetindo coisas dos outros. Veja o contexto: "E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras..." (v.7). VOCÊ ACHA MESMO QUE TODA A BÍBLIA FOI ESCRITA EM PEDRAS? Ou foi os DEZ MANDAMENTOS? Sim, os esses foram escritos em pedras, esse ministério da morte que mata. E ele prossegue: "como não será de maior glória o ministério do Espírito" (v.8). O QUE VOCÊ ACHA O QUE É O MINISTÉRIO DO ESPÍRITO? O apóstolo Paulo responde em outro trecho: “Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;” (Efésios 6:17 RA). A Palavra de Deus é a espada do Espírito. Portanto, seu ministério é nos abençoar com a Palavra de Deus. Trazendo vida e não morte como você diz.

PARA SUA REFLEXÃO:

“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.” (Hebreus 4:12 RA).

“para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra,” (Efésios 5:26 RA).

“Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.” (Tiago 1:18 RA).

“preservando a palavra da vida, para que, no Dia de Cristo, eu me glorie de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente.” (Filipenses 2:16 RA).

Teologia já disse...

ESTRANHO é pastor não combater pecado, não se preocuparem em confrontar o divórcio, doutrinas arbitrárias, acumulo de riquezas entre pastores presidentes de ministérios evangélicos, pastores ligados a convenções envolvidos com políticos corruptos, não se preocupam com pessoas e evangelismos reais, missões então passa longe, se preocupam apenas com a religiosidade que sustenta seu status no clero, semelhante um monte de Caifás de uma só vez. Em vez de se auto analisarem, ficam tentando bloquear a forma e jeito de quem estão buscando algo da parte de Deus, que se emocionam mais do que eu ou vc na presença de Deus, pessoas que não sentem como eu sinto. É um absurdo a padronização que tentam fazer de como alguém sente o Espírito de Deus e reage a este sentimento, tentar expor usando textos da bíblia, que um cristãos deve sentir de uma forma rígida e formal, burocrática, para não falar que sinta do jeito que minha religião acredita ser verdadeiro a presença de Deus. Isto sim eu acho esquisito.

Queria entender onde estes teólogos criados para agir contra o Reino de Deus Já viram homens carnais ter vontade de ficar na vigília louvando a Deus e pulando a cada hino cantado, agradecendo a Deus por não estar em uma cracolândia da vida, ou então morto no tráfico, ou sendo usado ou usada na prostituição, carne quer pecar. A bíblia já disse quais são as obras da carne e na lista eu não vi o pular glorificando a Deus ou louvar ou orar até o Senhor responder sua oração, campanhas e mais campanhas pedindo ao Senhor uma confirmações para suas decisões e orações. Irmãos, parem de ouvir religiosos, eles apenas defendem seus cargos e as instituições que os pagam e os mantêm em status para serem o que são! Alguns ainda chegam ao cúmulo de chamar de endemoniados os irmãos neopentecostais e pentecostais, apenas por ler uma divulgação sem nexo e nem se quer consegue se sustentar para o que foi escrito, absurdo isto, ainda acham que estão validando a reportagem citando textos bíblicos fora dos seus contextos. Deus está vendo, muitos curtem Luiz Gonzaga em nome de uma cultura, e um pentecostal com seu pandeiro e sanfona chama de demônio Deus está vendo! Tem muito cristão "Nicodemos" que está precisando nascer de novo para conseguir entender alguma coisa que pertence ao Reino de Deus! É muito Sepulcro caiado se escondendo em uma pseuda erudição teológica que não passa pela prova mínima de análises de contextos! Ressuscita irmão! Vem para Luz! Para de lutar do lado de Satanás a serpente mentirosa e erudita nas Escrituras! É muito desfavor para o Reino de Deus! Só a Graça de Deus mesmo! Muitos que pintam de teólogos nada são além de leitores de artigos de internet e formadores de motins contra o que desafiam suas opiniões. Tô fora deste grupinho que que comparam homens e mulheres que passam a noite orando ao Senhor com pessoas que praticam rituais de Voodu! Deus irá cobrar caro dos doutores formados para confundir o povo de Deus! Aguardem!As palavras dos homens nunca são jogadas ao vento, antes serão julgadas no último dia! Ser contra a bagunça em igreja e atitudes que são contrários ao andamento de um culto ao Senhor Deus é uma coisa, seguir uma religiosidade regada a erudição teológica é outra totalmente diferente! Sem falar nos exemplos citados nos comentários! tem um que até ouviu uma Voz: "saia do retete, saia do retete" kkkkkkk só dando risada de uma coisa desta!. Quem quiser chamar irmãos em Cristo de endemoniados e as suas igrejas de centro de macumba que chamem, mas é certeza que daram contas de suas palavras!

Anônimo disse...

Fora Temer

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Teologia Já, um erro não encobre outro, pelo visto você não conhece o blog Anti-Heresias, pois faz julgamentos precipitados, o blog faz refutações a vários pontos que você menciona. Quanto ao reteté, meu querido... você não ler Bíblia não? Veja um texto da Bíblia: “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem.” (1 Coríntios 14:40 RA). VOCÊ ACHA QUE TEM DECÊNCIA E ORDEM NO RETETÉ?

Foi-se o tempo de orar de joelhos. Agora vivem de chamar a atenção dos outros. A discrição, a humilhação e o temor diante da glória de Deus. Tomou-se conta a baderna, desordem, exibicionismo e pouca vergonha.

Esse seu argumentinho Ad Hominem é conhecido. UMA FALÁCIA. Veja que neste seu texto NADA do que foi refutado ao reteté você fez réplica. Fica no bola fora direto. É difícil responder comentários assim, sem substância.

Queria que você me mostrasse base bíblica para o reteté. E não ficar aqui com mi,mi,mi e ainda leva o título de "Teologia Já" tá ruim viu.

GLEISSON disse...

Percebo o quanto o evangelho tem partido para um lado contrário do que Deus nos ensina. Vejo pessoas criticando "A" e outras criticando "B". Sou um pequeno servo do Senhor e sei que tenho que lutar por aquilo que é certo.
Mas me pergunto, o que é certo? será que estou baseado apenas em minhas convicções?
Porque o que eu vejo aqui é plenamente isso, pessoas convictas no que diz e restritas a mudarem de ideia mesmo que esteja errado.
Não posso falar da palavra "RETETÉ", pois não conheço de onde vem essa palavra.
Faço parte da Assembleia de Deus, logo sou pentecostal. Gosto de dar glória alto, Gosto de chamar a atenção de DEUS mesmo, por mais que as pessoas digam que sou louco. E não me surpreendo de ver Cristãos perseguindo outros, pois o próprio Jesus veio para os seus e os seus não o receberam. Sendo perseguido por seus conterrâneos, por pessoas de "ALTA" das religiões que tinha um alto número de pessoas que acreditavam em suas doutrinas, mas que com a nova doutina sendo pregada por Cristo e ganhando adeptos de que ele era o MESSIAS.
Acredito sim que há muitos erros quanto a interpretação da bíblia, mas só podemos combater a isso juntos.
Dizer que o Batismo com Espírito Santo só vem pelo barulho ou evidencia pelas línguas estranhas não é verdade. Da mesma forma dizer que não pode ser falar em línguas estranhas não é verdade.
Acredito que o dia que o povo de Deus se reunir poderá fazer uma grande diferença, mas vejo isso longe ainda, infelizmente.

Concluo dizendo, Deixemos de brigar, e nos ajuntemos logo para que o reino de Cristo cresça de uma forma surpreendente.

Deus os abençõe em nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, AMÉM!

Savino Junior Savino disse...

Edgar é esse o problema! Não encontramos qualquer pessoa que tenha discernimento!
Benyrin falou que quando ele pregava um casal teve uma crise de risos! Então ele atribuiu ao espírito Santo! Porém o demônio vem fazendo tais manifestações e prodígios e sinais que possível fosse enganariam até mesmo os escolhidos!

Savino Junior Savino disse...

A função do inimigo é sempre imitar as coisas de Deus sem exceção !!

Savino Junior Savino disse...

Bem ainda não tive tal experiência creio que quem só tem tal coisa quem realmente não tem o espírito do senhor habitando nele eu ja vi muito tal comportamento mas Deus não me deu discernimento se tal coisa!
Mas vou sempre lembrar do seu testemunho! Porém vou eaperar no meu senhor que me revele a verdade pois a obra do senhor é feita com decoro isso ele me falou !

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Gleisson, veja 1Coríntios 14. Lá ensina como deve ser as coisas. Se você tem a Bíblia como única regra de fé, então honre isso. Em Gálatas 5.22 fala que o fruto do Espírito é, entre tantas virtudes, "domínio próprio". Não vejo qualquer harmonia entre o reteté e domínio próprio.

Daniel Durand (ThB) disse...

Caro Savino Junior, sugiro que você use a Bíblia, a Palavra de Deus. Não precisa esperar que o Senhor te revele a verdade, pois esta se encontra na Bíblia Sagrada. Leia 1Coríntios 14 e Gálatas 5.22. Os textos falam de "decência e ordem" e "domínio próprio".

Mensagem de Deus para você:

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça,” (2 Timóteo 3:16)