quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Heresias do ministério de Witness Lee















Para fatos não existem argumentos, biblicamente falando o ministério de Witness Lee conhecido como “a Igreja Local de Witness Lee” tem heresias e tenho algumas provas que você poderá conferir na sua Bíblia comparando-a com os escritos de Witness Lee e sua editora:


O batismo salvador: Witness Lee diz: “Tal palavra indica claramente que para ser regenerado e entrar no reino de Deus, é preciso nascer, não só do Espírito, mas também da água. Por isso, o batismo é uma condição para regeneração e entrada no reino de Deus” (Lições da Verdade – Nível Um, Editora Fonte da Vida. Edição 1987, p.92). Ele está associando o batismo como mérito para a salvação.

Refutação bíblica: Quando estudamos soterologia bíblica, uma das primeiras descobertas que temos é que a salvação consiste em: justificação, regeneração e santificação. Ora, tocar em qualquer um destes pontos é falar de salvação. No texto supracitado, Witness Lee associa o batismo como mérito para a salvação. Pois ele coloca o batismo como regeneracional. O batismo nas águas é um “símbolo” e não uma “experiência”. A experiência da regeneração deve existir na vida daquele que quer se batizar e não o contrário. A regeneração não se obtém pelo batismo, pois se assim fora, nos versos a seguir deveriam acrescentar o batismo: Rm.10.9,10; At.15.11; Ef.2.8,9; Jo.5.24. E ainda, em Lc.23.43 o ladrão da cruz nem precisou se batizar para receber a salvação. Em Mc.16.16 a 1ª sentença diz: “Quem crer e for batizado será salvo” já a 2ª sentença omite a questão do batismo: “quem, porém, não crer será condenado”. Sola Fide, Sola Gratia!

O exclusivismo eclesiástico: “... o protestantismo, assim como o judaísmo, estão todos nessa categoria, tornando-se uma organização de Satanás, como seu instrumento para danificar a economia de Deus” (Apocalipse, versão restaurada, p.28).

Refutação bíblica: Não devemos ser exclusivistas (Mc.9.38-40). A igreja de Cristo não é definida por um rótulo denominacional ou seu tempo de existência, mas pela sua proclamação fiel da Palavra de Deus e de seu testemunho perante os homens (Jo.8.31; Mt.5.13-16) acontecendo isso, qualquer união de pessoas convertidas a fé cristã (igreja, ekklesia) formando uma denominação é, genuinamente, uma representação do corpo de Cristo. E dizer que o corpo de Cristo "está dividido" só porque existem no cristianismo várias denominações é uma falácia. Será que Paulo pensou em "denominações" quando escreveu 1Co.12.25? Em sua época nem havia denominações! Este tipo de falácia é conhecida como anacronismo semântico, que "ocorre quando um significado mais recente de certa palavra é transportado para a literatura antiga". (Os Perigos da Interpretação Bíblica, p.31. Por D. A. Carson - Editora Vida Nova).

O localismo: Só pode haver uma igreja local em uma mesma cidade: “... Todos os crentes dentro daquele limite devem constituir a Igreja Local única naquela cidade”. (Apocalipse – Versão Restaurada, Witness Lee. Editora Fonte de Vida. 1a edição – 1987, p.16). Dizem mais: "Na vida da igreja, posicionamo-nos pela unidade única do corpo de Cristo...". (O Que Cremos e Praticamos nas Igrejas Locais, Editora Fonte de Vida, p.12). E ainda: "Hoje em dia há principalmente dois tipos de crentes: uns são as denominações, incluindo a Igreja Católica Romana, e o outro é composto daqueles que estão fora das divisões e sobre a base correta". (A Expressão Prática da Igreja, Witness Lee. Editora Árvore da Vida. 1a Edição - 1989, p.128).

Refutação bíblica: Numa mesma cidade podem ser implantadas várias igrejas. Algo comum nas igrejas em Roma (Rm.16.3,5). Em Damasco havia várias sinagogas (At.9.2). Em 1Co.14.23 na versão AEC, ARA, ACF, ARC deixa entender que a igreja de Corinto podia se reunir em diversos lugares na mesma cidade. Em Filipos havia bispos (Fl.1.1) e estes eram levantados pelo Espírito Santo para “pastorearem” igrejas locais (At.20.28 na versão ARA, NVI, BLH), logo podemos ver que havia várias igrejas nesta mesma cidade, “nos tempos apostólicos o ‘bispo’ cuidava de uma igreja local” (dicionário da Bíblia eletrônica Online versão 2.01 da SBB). A questão do localismo ocorre por influência também do que já foi dito anteriormente. Houve um anacronismo semântico sobre o que é "corpo de Cristo". Assim, um erro induz a outro erro. Lembrando que as cidades são também divisões políticas e humanas.
Observação: Agora veja o que Watchman Nee diz sobre o assunto, ele é respeitado e muito citado pelos localistas e inclusive vários de seus escritos são reproduzidos pela editora da Igreja Local de Witness Lee: "Não é minha intenção atacar o denominacionalismo do cristianismo como errôneo. Eu somente quero dizer que para que o corpo de Cristo encontre uma efetiva expressão local, a base de comunhão deve ser verdadeira. E esta base é a relação de vida dos membros com o Seu Senhor e a sua desejosa submissão a Ele como o Cabeça. Tampouco estou pleiteando por aqueles que irão fazer uma seita carnal daquilo que poderia chamar de 'localismo', isto é, a estrita demarcação de igrejas por localidades. Porque tal pode ocorrer facilmente. Se o que estivermos fazendo hoje em vida se tornar amanhã um mero método, tal que seu próprio caráter alguns dos Seus forem excluídos, possa o Senhor ter misericórdia de nós e quebrar tudo!". (O grifo é meu. A Vida Normal da Igreja Cristã, capítulo 4).
Conceituando "corpo de Cristo": O corpo de Cristo citado em 1Co.12.25,27; Rm.7.4; Ef.4.12 é a soma total de todas as pessoas convertidas que amam e seguem a Jesus Cristo. A palavra "corpo" é tradução da palavra grega "soma" usada por Paulo nos textos citados. Esta palavra grega pode significar corpo humano ou animal, vivo ou morto. Conjunto de planetas ou estrelas. Número de homens estreitamente unidos numa sociedade ou família. O corpo "místico", isto é, corpo "espiritualmente alegórico".
Portanto, olhando para o contexto das passagens aqui em apreço, o corpo de Cristo é uma alegoria que Paulo fez da representação de Cristo na terra na soma das pessoas convertidas ao seu santo evangelho. E que este corpo reunido expressa Jesus entre os homens (Mt.18.20), e estas pessoas convertidas estão presentes em suas cidades e atualmente em suas denominações cristãs.
Em fim, Witness Lee induziu todos os seus seguidores ao erro: fazer um anacronismo semântico sobre a expressão "corpo de Cristo". E sobre isto a Bíblia alerta "para que não sejamos mais meninos, agitados de um lado para o outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro". (Ef.4.14). E o que é pior, usar este argumento para excluir as denominações cristãs. Caindo naquilo que Watchman Nee fala no texto acima.

Jesus - o meio Deus e meio homem: Dizem que na encarnação de Cristo houve uma fusão da natureza divina com a natureza humana. Chamam-na da “amálgama” de Deus com o homem. Diz Witness Lee. “Através da sua encarnação, ele trouxe Deus para dentro do homem e amalgamou a essência divina de Deus com a humanidade. Em Cristo não há somente Deus, mas também homem”. (A Economia de Deus, Witness Lee. Editora Árvore da Vida. 1a edição 1989, p.14).

Refutação bíblica: A Bíblia diz que a natureza divina de Cristo não se misturou com a humana. Isso resultaria num Cristo não inteiramente divino e não inteiramente humano. Jesus não seria absolutamente Deus e nem absolutamente humano. Seria 50% Deus e 50% homem. Na verdade, antes de tomar forma humana, Jesus já era 100% Deus! Em João 1.1 declara isso! Isaías profetizou que nenhum Deus se formou antes e nem depois do Deus absoluto (Is.43.10). Paulo afirmou ser o Cristo encarnado 100% Deus (Cl.2.9) e João afirmou também ser o Cristo encarnado 100% homem, quando fazia uma apologia aos gnósticos que negavam a encarnação absoluta de Cristo (2Jo.1.7).

O Cristo encarnado torna-se endemoninhado: Dizem eles que no o corpo de Jesus estava Satanás: “Por intermédio da encarnação, Deus colocou o homem corruptível sobre si e levou tal homem a morte, na cruz. Ao mesmo tempo, Satanás, dentre deste homem caído, foi também levado à morte”. (O Homem e as Duas Árvores, Witness Lee. Editora Fonte da Vida, p.11). Afirmam isso porque acreditam que quando o homem caiu, Satanás entrou nele: “... Quando o homem caiu... o pecado, a natureza de Satanás, foi injetado no corpo do homem e transformou-o em carne... dizemos, de acordo com a Palavra de Deus, que Satanás, na forma de pecado, habita na carne do homem”. (O que Cremos e Praticamos nas Igrejas Locais. Editora Árvore da Vida, p.16). Assim, Deus resolveu apossar-se do homem através da encarnação de Jesus afim de que morresse tanto o homem quanto Satanás para que, finalmente, ressuscitasse Cristo e o homem para que este pudesse manifestar Deus.

Refutação bíblica: Jesus levou no seu corpo os nossos pecados (1Pe.2.24), viveu sem pecado (Hb.4.15), se fez pecado por nós (2Co.5.21). Ele não tinha e nem se fez Satanás e nem o levou no seu corpo. Satanás é um anjo caído (Is.14.12-15), já o pecado é a transgressão da Lei (1Jo.3.4), Satanás é a antiga serpente (Ap.20.2) que enganou Eva no Éden (2Co.11.3). Já o pecado é a natureza pecaminosa adquirida (Rm.5.12). Satanás é o Tentador (1Ts.3.5). O pecado é a consumação da tentação (Tg.1.15). Satanás anda ao nosso derredor (1Pe.5.8). Mas, o pecado habita em nós (Rm.7.17). Ora, se até Satanás pecou (Ez.28.16), o que foi injetado nele e quem injetou? Satanás?! O termo “endemoninhado” no Novo Testamento grego ocorre sete vezes. Vem do grego “daimonizomai” que quer dizer: “Estar sob o poder de um demônio ou do Demônio. Possuído”. E isso, o próprio Jesus negou ser quando foi julgado pelos Fariseus que ele fazia milagres por Belzebu (Mt.12.24). Nome dado ao príncipe dos demônios, o próprio Satanás. A este insulto Jesus respondeu: “... Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá. Se Satanás expele a Satanás, dividido está contra si mesmo; como, pois, subsistirá o seu reino?”. (idem v.25,26).

Desvalorização da doutrina: “... Posso dizer uma palavra franca, honesta e amorosa para esses queridos? Esqueçam-se da doutrina e olhem para vocês mesmos! Quem e o que é você? Pouco importa se a doutrina é correta ou não. O que importa é o que vocês são...” (Estudo-Vida de Apocalipse. Vol.2 msg.24 a 46. Witness Lee. Editora Árvore da Vida. 1ª Edição – 1988, 362). Witness Lee vai mais longe e diz: “Ensinamentos bons, certos, bíblicos e até mesmo ensinamentos espirituais têm sido usados pelo inimigo como um substituto para o próprio Cristo. Muitos grupos de cristãos não se fundamentam em Cristo, mas em seus ensinamentos”. (A Estratégia de Satanás Contra a Igreja, Witness Lee. Editora Árvore da Vida Ltda., p.6).

Refutação Bíblica: Contudo, a Bíblia Sagrada faz uma ênfase ao cuidado com doutrina: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes”. (1Tm.4.16). Recomenda a sã doutrina como divisora de heresia e ortodoxia: “Se alguém ensina outra doutrina e não concorda com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino segundo a piedade, é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas”. (1Tm.6.3,4). Aconselha que a guarde como base de fé: “Mantém o padrão das sãs palavras que de mim ouviste com fé e com o amor que está em Cristo Jesus”. (2Tm.1.13). E adverte que os falsos mestres não suportariam a sã doutrina: “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos”. (2Tm.4.3,4). Enquanto Witness Lee manda seu povo deixar de usar o entendimento. A Palavra de Deus nos orienta: “Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente”. (1Co.14.14,15). E ainda: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”. (Rm.12.1). Aonde “racional” vem da palavra grega original “logikos”. Que significa também “usar a mente” o “entendimento”.

Satanás levou também sobre si os nossos pecados: “Quando Deus fez com que o Senhor Jesus levasse os nossos pecados na cruz para sofrer o julgamento e a punição de Deus em nosso lugar, ele também fez com que todos os nossos pecados fossem postos sobre Satanás, afim de que ele arcasse com eles para sempre. Isso é revelado na tipologia na expiação registrada em Levítico 16”. (Lições da Verdade – Nível Um, Witness Lee. Editora Fonte da Vida. Edição de 1987, p.126).

Refutação bíblica: Os dois bodes citados em Levítico 16 não têm funções diferentes. Ambos eram apresentados para expiação: “Da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes, para a oferta pelo pecado”. (v.5). E em parte alguma da Bíblia se ensina que Satanás levou os nossos pecados sobre ele. A tipologia de Levítico 16 é voltada só para Cristo. Os dois bodes citados no texto apontam para Jesus. O bode emissário representa Jesus: “Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si”. (Isaías 53.11). O tanto quanto o outro bode: “Por isso, foi que também Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta”. (Hb.13.12). Colocar Satanás como um destes bodes santificados para o sacrifício é uma profanação que Witness Lee faz das coisas sagradas. A Bíblia diz que estes bodes deveriam ser apresentados “sem defeitos” tipologia da santidade de Cristo: “Depois, dirás aos filhos de Israel: Tomai um bode, para oferta pelo pecado, um bezerro e um cordeiro, ambos de um ano e sem defeito, como holocausto”. (Lv.9.3; ver 1Pe.1.19). Diz ainda: “Esta é a lei da oferta pela culpa; coisa santíssima é”. (Lv.7.1). Como, um ser pecaminoso, pai da mentira, homicida desde o princípio, repleto de iniqüidade, pode representar ou ser “tipologia” de sacrifício pelo pecado?

Conclusão

Witness Lee saiu de dentro do ministério de Watchman Nee conhecido como “Pequeno Rebanho”. No qual ele mesmo presidiu o Pequeno Rebanho em Chefoo por vários anos. Depois em 1946, Lee passou a ajudar Nee no seu ministério em Xangai. Após a prisão de Watchman Nee pelos comunistas chineses, Witness Lee teve algumas divergências doutrinárias com outros dirigentes do Pequeno Rebanho e a partir daí criou o seu próprio ministério em 1950. Não era de menos, pois os ensinamentos de Witness Lee entram em conflito também com a Palavra de Deus. Suas heresias, como no passado até hoje, tem causado divisão no corpo de Cristo. Que cada discípulo de Jesus possa ficar mais atento, vigiar e deixe de seguir Witness Lee, siga a Jesus. Afaste-se de líderes espirituais que são “papagaios” dele. Ao contrário, seja divulgador e mensageiro das palavras de Deus e não de homens.

Sola Scripura!

Bibliografia:
Série Apologética Vol.1 - Instituto Cristão de Pesquisas
Biblia Online 3.0
http://www.lideranca.org/cgi-bin/index.cgi?action=forum&board=teologia&op=display&num=1893&start=750 (obs.:site fora do ar)


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

19 comentários:

ivanildo ivan disse...

Nós não pregamos que cristo foi possuído por satanás, e sim que Ele foi revestido do homem com satanás dentro do homem, quando o homem pecou satanás entrou dentro deste homem. Cristo tornou-se homem joão 1.1 joão 17:23

ivanildo ivan disse...

Por favor leia romanos com muita atenção que Cristo se tornou homem como todos nós.ROMANOS 6:3-11

ivanildo ivan disse...

Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?

ivanildo ivan disse...

De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.

ivanildo ivan disse...

Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição;

ivanildo ivan disse...

Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.

ivanildo ivan disse...

Porque aquele que está morto está justificado do pecado.

ivanildo ivan disse...

Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos;

ivanildo ivan disse...

Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele.

ivanildo ivan disse...

Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.

ivanildo ivan disse...

Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.

ivanildo ivan disse...

João 3:3,5Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

ivanildo ivan disse...

Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

Claudio Campos disse...

Realmente, todos estes pontos abordados aqui são reais e podem ser ser lidos nas referências citadas.

Todos eles são heréticos, uma vez que vão contra a sã doutrina da Palavra de Deus.

Quanto as aberrações ditas pelo Witness Lee em relação a encarnação de Cristo e a questão da participação de Satanás no homem, etc, o Senhor afirma categoricamente: "Já não falarei muito convosco, porque vem o príncipe deste mundo, e ele nada tem em mim."

Tenhamos cuidado com certas doutrinas colocadas pelos homens sem qualquer base bíblica. É algo muito perigoso e desviam muitos da fé genuína.

Que o Senhor Jesus Cristo possa ter misericórdia de nós.

Daniel Durand disse...

Caro Ivanildo: Não responderei aos comentários, deixei-os abertos para direito de resposta. Dúvidas e mais esclarecimentos sobre os meus textos, escreva para:
web-assessoria@bol.com.br

André Lima disse...

Concordo com algumas coisas nas refutações, mas não tudo, pois, por exemplo, afirmar que a natureza divina foi juntada com a humana não é dizer que Cristo seja metade Deus e metade homem. Witness Lee defendeu que Cristo era 100% Deus e 100% homem. Apesar de alguns deslizes de Daniel Durand, concordo com outros comentários deste. Mas do mesmo modo, apesar dos deslizes de Witness Lee (que, ao meu ver, foram poucos, comparados com o grande volume de obras), ele deu bons tesouros bíblicos. Um dos mais importantes, também comentado aqui, é o cristianismo não denominacional. Aqui, na refutação, usou-se Watchman Nee, porém este também era não denominacional (saiu da Metodista para não mais ser denominacional). A refutação sobre isso está meio sem lógica, pois atualmente os não denominacionais não consideram os denominacionais como fora do Corpo de Cristo. Eles apenas querem reunir da forma correta. Posso comparar esses homens com Lutero, pois este deu grande revolução à igreja, inclusive defendendo o não denominacionalismo (pois Lutero pediu para todos serem chamados apenas de Cristãos, carregarem apenas esse nome, e não nome de placa, inclusive pediu para ninguém se chamar de luterano). E Lutero teve os seus erros, apesar dos grandes acertos, por isso comparo esses homens com ele.

Daniel Durand (ThB) disse...

Olá André Lima, vou te responder sobre essa questão do "denominacionalismo" a mesma que mandei para outro colega localista que me escreveu por e-mail:

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2017/05/e-mail-que-calou-localista.html

Shalom.

francisco Silva disse...

graças a deus que o IPC, já pediu desculpas sobre todo mal que propagou contra as igrejas locais. A proposito,( igreja local ),é só um termo para designar a igreja e, não um nome.

Daniel Durand (ThB) disse...

RESPOSTA DO BLOG A FRANCISCO SILVA:

Meu caro, desconheço essa sigla IPC. Bom, quanto ao blog aqui, continuamos catalogando o movimento localista como seita, controverso e espírito de confusão.

Dúvidas, confira nos links abaixo:

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2008/11/igreja-local-de-witness-lee-uma-seita.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2012/01/um-pergunta-que-nao-quer-calar-que-faco.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2017/05/e-mail-que-calou-localista.html