segunda-feira, 8 de maio de 2017

SUBSÍDIO APOLOGÉTICO REFUTATIVO A PSICOLOGIA NA IGREJA


Olá pessoal, a paz de Jesus Cristo esteja com todos, segue abaixo uma lista de livros e vídeos que vão ajudar você, seja membro ou liderança da igreja cristã, a se resguardar dos galanteios do uso direto ou indireto da psicologia em sua igreja.

A princípio façamos algumas reflexões:

A Bíblia e o Espírito Santo são suficientes para a vida do cristão? 
Se sua resposta for sim, creio que você concordará comigo que o uso direto ou indireto da psicologia é uma ferramenta desnecessária para o tratamento das famílias e indivíduos de nossas igrejas locais.

A psicologia é uma ciência? Um psicólogo pode prescrever uma medicação terapêutica para um paciente?
Se sua resposta for não, creio que concordará comigo que estão nos oferecendo uma ferramenta não científica e, sendo assim, não temos necessidade alguma de somar a Palavra de Deus e ao Espírito Santo algo que nem é científico e nem é espiritual. Pois se for espiritual, então temos um paradoxo aqui.

Se a psicologia não é ciência e nem espiritual é o quê então?
Olhemos para Freud [Sigmund 1856 a 1939] um ateu que ofereceu uma alternativa paralela a religião para tratar e explicar a alma; e origem da consciência humana, que ele afirmara ser congênita da inconsciência humana da material. Como disse Louis Markos: "O qual ele considerava como tendo surgido de uma inconsciência profunda e material, em vez de proceder do grande EU SOU". Assim, a psicologia é uma pseudo-ciência e pseudo-religião ao mesmo tempo. Se você é um cristão e tem distúrbios mentais, procure um psiquiatra que ele vai lhe prescrever medicações que vão lhe ajudar e você faz a sua parte de cristão de orar pela sua cura, procurando na Palavra de Deus e no poder do Espírito Santo o seu tratamento. Agora, se você é um cristão e tem problemas familiares, comportamentais, existenciais, vivenciais? Creio que a Palavra de Deus e o poder do Espírito Santo formam juntos o aconselhamento bíblico cristão necessário para orientar sua vida.

Confira aqui o no blog o que já escrevi sobre isso aqui

Pronto, depois de pontuarmos algumas coisas, vamos aos materiais:


Descrição do Produto: A pseudociência do aconselhamento psicológico tem levado inúmeros cristãos a abandonarem sua fé na suficiência da Palavra de Deus. A psicologia proclama que o ego é a solução para todos os nossos males mentais, emocionais e comportamentais. A Bíblia, porém, ensina que o ego é o principal problema da natureza humana, não a solução. Portanto, é chocante observar a crescente influência das ideias humanístico-egocêntricas da religião apóstata do Anticristo no cristianismo evangélico. Este livro o ajudará a entender a sutileza do engano e como enfrentá-lo.


Descrição do Produto: Os doces galanteios do esoterismo e da psicologia. Satanás conhece a arte de cortejar e sabe, como ninguém, explorar as incertezas, indecisões e carências do povo de Deus. A verdade é: chegamos ao século 21 e estamos sendo seduzidos, como nunca, pelas garras de veludo de Satanás! Leia este livro para conhecer as artimanhas do inimigo e esteja preparado para enfrentá-las.

Descrição do Produto: Será que programas com doze passos, livros de auto-ajuda, e a terapia da cura interior têm qualquer lugar na vida cristã? Dezenas de milhares de cristãos, hoje em dia, estão buscando alívio do stress, de sofrimentos emocionais, e de hábitos destrutivos o que torna este livro um recurso altamente relevante para nossos dias. Nele você descobrirá respostas às seguintes perguntas, e muito mais:
• Será que os programas de auto-estima e de recuperação realmente funcionam?
• É possível combinar a verdade de Deus com o conselho psicológico?
• Quando os cristãos precisam de aconselhamento, onde deveriam procurar ajuda?
• O que a Bíblia diz acerca da auto-estima?




CONCLUSÃO:

Influências negativas de pensadores do passado na vida da igreja: Hume [David 1711 a 1776] limitava o conhecimento à observação empírica, incentivando seus herdeiros filosóficos a ignorarem assuntos espirituais, sobre os quais nada seria possível saber. RESULTADO: cristãos filósofos e menos teólogos.  Darwin [Charles 1809 a 1882] propôs a seleção natural, um método pelo qual nosso corpo poderia ter se desenvolvido sem a intervenção divina. RESULTADO: cristãos com um criacionismo evolutivo. Freud [Sigmund 1856 a 1939] veio em seguida, fazendo o mesmo com a consciência humana, o qual ele considerava como tendo surgido de uma inconsciência humana profunda e material, em vez de proceder do grande EU SOU. RESULTADO: cristãos egocêntricos e negando a suficiência das Escrituras e do Espírito Santo no tratamento terapêutico da família por meio do Aconselhamento Bíblico. Marx [Karl 1818 a 1883] reduziu a filosofia, teologia e a estética a forças econômicas, argumentando que a religião, as artes e até mesmo a própria consciência eram meros produtos de forças materiais socioeconômicas, sobre as quais não temos qualquer controle. RESULTADO: Cristãos socialistas, teologia da libertação e TMI. Nietzsche [Friedrich 1844 a 1900] anulou a Teoria das Formas, que fora elaborada por Platão, argumentando que a beleza, a verdade e a justiça não são critérios divinos, mas produtos criados pelo homem, alterados sempre que a estrutura de poder da sociedade muda. RESULTADO: Teologia liberal, neo-ortodoxia, igrejas emergentes, etc.

Querido pastor, pense bem antes de adotar psicologia em sua igreja. Caro irmão, membro da igreja, não se deixe enganar. Permaneça fiel a suficiência das Escrituras e do Espírito Santo em sua vida.


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

Nenhum comentário: