sexta-feira, 25 de outubro de 2013

WEB NOTÍCIA: Palavras de MacArthur desafia continuistas (atualizado 30.10.13)



O escritor e conferencista John MacArthur resolveu bater contra o continuísmo. E o colunista da CPAD Silas Daniel escreveu sua réplica ao texto de MacArthur. A polêmica não é de hoje. Em seu livro “Caos Carismático”: 


MacArthur não mede palavras em argumentar refutando o continuísmo. Mas, diante de todo esse debate, o que me admira é o que Silas Daniel escreve em seus link: AQUI

Minha opinião sobre esse debate que vai render muito ainda é que o foco pelas profecias em detrimento do texto bíblico, a exaltação do sentir a ponto de submergir o saber e a exaltação dos "profetas" ao invés do cânon sagrado. São motivos que levam MacArthur a declarar guerra ao pentecostalismo para prezar pela SOLA SCRIPTURA.

Algumas palavras de Silas Daniel refutando MacArthur me dar náuseas. Não sou puxa saco de MacArthur, sou continuista, mas devemos ser honestos em nossos comentários. Silas Daniel escreve: “Em primeiro lugar, pentecostais clássicos têm a Bíblia como a sua única regra de fé e prática, e justamente por isso pregam constantemente contra ‘novas revelações’ que se choca com a Bíblia ou querem acrescentar algo a ela. E em segundo lugar, pentecostais clássicos também pregam contra a Teologia da Prosperidade, contra a Confissão Positiva, contra o ‘cair no Espírito’, contra a ‘unção do riso’, etc., que são desvios neopentecostais". 

Sinceramente, isso é um mito na igreja ASSEMBLÉIA DE DEUS. Pois, pra onde me projeto de ASSEMBLÉIA DE DEUS aqui no nordeste o disco que toca é tudo isso que ele diz diferenciar os carismáticos. Vejo que Silas Daniel não passeia pelas ASSEMBLEIAS DE DEUS Brasil a fora. O pastor Ciro Sanches, que é assembleiano, escreveu um artigo denunciando que a ASSEMBLÉIA DE DEUS está se neopentecostalzando veja o link dele AQUI neste outro link o pastor presidente da Convenção das ASSEMBLEIAS DE DEUS dos EUA admite qu há fogo estranho entre os pentecostais, confira AQUI

Vamos deixar de ser bobos, esse termo intitulado por Silas Daniel de "pentecostalismo clássico" só existe em nível teológico e acadêmico, o povão pentecostal já deixou de ser a muitos anos. O reteté, que é nada mais e nada menos que a “unção de Toronto” (neopentecostalismo) é só o que rola em tudo que é ASSEMBLEIA DE DEUS nordestina. Acredito que seja assim em todo o Brasil. Os vídeos no site youtube não me deixam errar o diagnóstico. Creio que foi por isso que MacArthur não diferenciou pentecostais de neopentecostais.

A celeuma criada por MacArthur, em minha opinião, é um mal necessário que (acredito eu) venha para o bem. Quem sabe os pentecostais clássicos remanescentes venham a perceber que seu povo (e até pastores) já debandou para o neopentecostalismo e venham a fazer um trabalho mais sério de ré-orientação ao pentecostalismo clássico? Isso ocorre devido a omissão dos próprios teólogos e líderes pentecostais clássicos, principalmente da ASSEMBLEIA DE DEUS, por não terem feito uma REFUTAÇÃO maior ao neopentecostalismo. Que a meu ver, foram e são muito COMPASSIVOS. Daí a pancada de MacArthur em cima deles. Eu sinceramente ACHO É POUCO. A coisa está fora do controle. Só falta escreverem aditivos a Bíblia e canonizarem.


Chegue numa igreja pentecostal e pregue 30 minutos a Palavra de Deus e olhe para o público. Depois pare o sermão e diga que teve uma revelação na noite passada e observe o mesmo público... Com certeza lhe darão mais atenção. Por isso, eu estou achando é bom essa briga. Creio que vai ajudar aos continuistas a se reciclarem melhor e respeitarem mais o cânon sagrado.

Em novembro MacArthur lançará mais outro polêmico livro:




























A notícia começa a sair em sites gospels de notícia aqui no Brasil:

GOSPELPRIME

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

ORAR NO MONTE. É BÍBLICO? É CRISTÃO?




















Sempre ouvi amigos falarem de idas aos montes para orar. Até me fizeram convites. Mas, nunca me senti motivado para ir. Não que eu não goste de orar, mas sempre acreditei na Bíblia, ela me diz que Deus é onipresente, e por isso percebo e sinto sua presença em qualquer lugar. E creio que em qualquer lugar que eu orar, Deus vai me ouvir. Essa era a minha opinião mais amistosa sobre o assunto. Mas, foi mudando para mais refutante quando passei a analisar com mais atenção esse comportamento religioso evangélico que tem ganho muitos devotos dia após dia. Vamos ao resultado dessa análise a seguir: