sábado, 2 de outubro de 2010

PRESERVANDO OS SANTOS - parte 1


Uma igreja ou movimento que se propõe ser verdadeiramente cristã tem que prezar pela teologia clássica e a teologia ortodoxa. Do contrário é uma seita pseudocristã.

O que é uma seita “pseudocristã”? O que é teologia clássica? O que é teologia ortodoxa? Se você não sabe a repostas dessas perguntas obviamente é uma presa fácil do engano. Assim, é nesse propósito que eu me coloco aqui para preservar os santos de Deus. Aqueles que foram santificados pelo sangue precioso de Cristo: “Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, inclusive bispos e diáconos que vivem em Filipos”. (Fp.1.1). E os santos de Deus são preservados não só na pureza moral, mas também na pureza doutrinária. Questão muito negligenciada hoje pelos pastores e líderes num mundo conturbado pelo relativismo atual. Esqueceram das recomendações de Paulo: “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue. Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles. Portanto, vigiai...”. (At.20.28-31).

DEFININDO SEITA PSEUDOCRISTÃ
A palavra “seita”, do grego bíblico “hairesis” significa: “ato de pegar”; “capturar”; “um grupo de pessoas que escolhem seus próprios princípios”; “dissensões originadas da diversidade de opiniões e objetivos”. Essa palavra aparece em Gl.5.20 qualificada como “obra da carne” e traduzida como “facções” na versão ARA. Já na versão ARC a palavra é traduzida quase que literalmente do original como “heresias”. Numa interpolação do latim “haeresis” para o português. Mantendo essa palavra no contexto bíblico das cartas paulinas e gerais do Novo Testamento, “hairesis” significava um grupo de pessoas ou um sistema de ensino que distorciam, acrescentavam ou subtraíam das Escrituras ou o do que os apóstolos estavam afirmando e ensinado da parte do que viram e ouviram do próprio Cristo. Pedro usa essa palavra ao dizer: “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição”. (2Pe.2.1). Paulo cita “hairesis” em 1Co.11.19 quando diz: “Porque até mesmo importa que haja partidos [hairesis] entre vós, para que também os aprovados se tornem conhecidos em vosso meio”. Na versão ARC usa “heresias”. Na NVI e AXXI traduz “divergências”.

Já a palavra “pseudo”, vem do grego “pseud” (falso), presente no texto de 2Pe.2.1 supracitado. E também a palavra “cristã” vem de “cristão”, aquele que imita Cristo. Discípulo ou ensino que provem do cristianismo.

Em fim, uma seita pseudocristã é uma doutrina ou grupo de pessoas que não condiz com o verdadeiro cristianismo. Falso ou doutrina falsa.

DEFININDO TEOLOGIA CLÁSSICA E ORTODOXA
“Teologia” é o estudo de Deus. Uma análise detalhada da revelação de Deus na tentativa de explicar o divino. O termo “ortodoxa” é uma qualidade que se dá ao tipo de teologia que se pretende aplicar: conforme os princípios tradicionais e verdadeiros. Tradicionais (clássicos): com respeito ao que foi edificado pelos profetas e apóstolos (Ef.2.20), resultante nos credos primitivos da igreja cristã e de onde se origina a teologia sistemática. Verdadeiros (ortodoxos): Por ser a Bíblia Sagrada a única regra de fé dessa teologia; por seu texto próprio assim afirmar e aclamar ser “Palavra de Deus”, “inspirada por Deus”, onde comumente ser ler nos livros canônicos “A palavra do SENHOR que veio...”. Teologia ortodoxa é o mesmo que dizer “teologia bíblica”. Isto é, com base na Palavra de Deus. E clássica, com base no que foi edificado pelos profetas, apóstolos, resultante nos credos primitivos.

O QUE É UMA IGREJA OU MOVIMENTO VERDADEIRAMENTE CRISTÃO?
É toda e qualquer reunião, assembléia, organização, denominação ou grupo de pessoas que se propõem e zelam por uma teologia clássica e ortodoxa. Exemplo: o que dizem sobre Cristo condiz contextual com o que a Bíblia Sagrada diz e obviamente com o que os credos primitivos dizem e na teologia sistemática está. E assim sucessivamente com o que dizem sobre as Escrituras, Anjos, Deus, Espírito Santo, Salvação, Céu, Inferno, Vinda de Cristo, Igreja, Homem e Pecado. Deve haver conformidade com a teologia clássica e ortodoxa. Do contrário faz dessa igreja ou movimento uma seita pseudocristã.

Todo grupo ou pessoa que propõe fazer uma nova leitura dos ensinos cristãos pode está certo de que você está diante de um grupo ou pessoa que se influencia pela “hairesis” (heresia). E querem fazer confusão no meio da igreja de Cristo.

Preserve sua santidade:
Busque caminhar como pessoas que observam o que foi dito aqui.

Preserve seu coração e mente:
Leia, escute e veja coisas que estejam em linha com esses princípios.

“... há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema”. Gálatas 1.7.8

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

Continuarei depois esse assunto...

Nenhum comentário: