quinta-feira, 14 de março de 2013

NOVO VIGÁRIO DE CRISTO? E O ESPÍRITO SANTO?


O mundo comemora a escolha de um novo vigário de Cristo. Entretanto, a aproximadamente 2 mil anos atrás o vigário (substituto) de Cristo já foi enviado para a terra e sua função é permanente: O ESPIRITO SANTO. "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre... Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito". João 14:16,26

Infelizmente, católicos do mundo inteiro não têm noção dessa usurpação do ofício do Espírito Santo efetuada pelos papas através da história. Desejo com essa pequena dissertação que cada católico abra o seu entendimento e deixe de praticar algo anti-bíblico.

No Catecismo da Igreja Católica Romana, parágrafo 936 reza: "O Bispo da igreja de Roma, sucessor de São Pedro, é "a cabeça do colégio dos Bispos, Vigário de Cristo e, aqui na terra, pastor da igreja...". Ainda no parágrafo 882: "Com efeito, o Pontífice Romano, em virtude de seu múnus de Vigário de Cristo e de Pastor de toda a Igreja, possui na Igreja poder pleno, supremo...".

Os líderes da igreja de Cristo tais como Pedro, Tiago, João, Paulo e demais apóstolos jamais poderiam pleitear o cargo de vigário de Cristo uma vez que todos tinham consciência de que foram chamados para edificar a igreja de Cristo e não para ser seus sucessores:

"E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores. Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo". Efésios 4:11,12

Tinham consciência de que eram fundamento da igreja, mas que Cristo era e é a principal pedra de esquina:

"Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina". Efésios 2:20

Sabiam que Cristo é que era e é o cabeça da igreja:

"E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja". Efésios 1:22

Estavam conscientes de que não poderiam ser o fundamento principal:

"Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo". 1 Coríntios 3:11

E finalmente, deixaram-nos conscientes de que o ministério de apostolado resumia em dois fatores inconcebíveis para uma sucessão apostólica posterior a era apostólica:

"É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós, começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição". Atos 1:21,22 TER CONVIVIDO PESSOALMENTE COM CRISTO E TESTEMUNHA DE SUA RESSURREIÇÃO.

"Não sou eu apóstolo? Não sou livre? Não vi eu a Jesus Cristo Senhor nosso? Não sois vós a minha obra no Senhor?". 1Coríntios 9:1

Espírito Santo, continue a conduzir tua igreja na face da Terra e que tua glória e ofício continue a agir no mundo até que Cristo volte. Maranata!


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

Nenhum comentário: