quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A Igreja Evangélica Tabernáculo da Fé é uma seita?



Toda seita adiciona algo a Palavra de Deus (a Bíblia), subtrai algo da pessoa de Jesus, multiplica por obras a obra da salvação e divide a fidelidade entre Deus e a organização. Baseado nessas quatro operações, a Igreja Evangélica Tabernáculo da Fé possui forte identificação:

Adicionam algo à Bíblia:
William Marrion Branham (1909-1965) é tido no movimento como um profeta semelhante aos profetas bíblicos. E como tal suas palavras são tomadas como palavras de Deus. Dizem: “... Este profeta foi enviado por Deus tal qual saiu da boca dos profetas e apóstolos...” (De Volta a Palavra Original, p.27, Goiânia – Go).

Subtraem algo da pessoa de Jesus:
Jesus deixa de ser uma pessoa na divindade e passa a ser apenas um atributo. O que é bem diferente. Dizem: “... poderia ver que Pai, Filho e Espírito Santo... são três atributos do mesmo Deus...”.(A Palavra Falada, vol.3 n.11, por William Marrion Branham, Gravações “A Voz de Deus”, p.24 # 157 e 25 # 160).

Multiplicam por obra a obra da salvação:
A seita Tabernáculo da Fé é uma crença de cunho abertamente legalista. Percebemos isso nas pregações do programa de T.V “Fé Perfeita”. Veja e comprove clicando AQUI. O legalismo multiplica por obra a obra da salvação, ou seja, não basta só crer em Jesus, o fiel deve seguir algumas “normas” (doutrinas de homens) para se salvarem.

Dividem a fidelidade entre Deus e a organização:
“De acordo com Branham, todas as denominações dentro da cristandade são apóstatas e pertencem ao diabo... os verdadeiros cristãos serão batizados somente no nome de Jesus e seguirão as doutrinas ensinadas pelo apóstolo de Deus da sétima e última era da história da Igreja – William Branham. Fazer parte de qualquer igreja denominacional é ter a marca da Besta”. (Dicionário de Religiões, Crenças e Ocultismo. p.51).

CONCLUSÃO
Todo cristão verdadeiro sabe que só a Bíblia é a Palavra de Deus. E que ela é viva e eficaz (Hb.4.12). Nela está inserida toda a revelação de Deus (2Tm.3.16) e nada precisa ser acrescentado a ela (Pv.30.5,6; 1Co.6.4; Ap.22.18,19).

Todo cristão verdadeiro sabe que Jesus Cristo é uma pessoa distinta das pessoas do Pai e do Espírito Santo. Em João 1.1 nos revela que Jesus estava com o Pai (Deus) e que Jesus possui uma natureza divina (Deus). Em João 8.16 o próprio Jesus disse: “... não sou eu só, mas eu e o Pai...”. Mais adiante ele diz: “...na vossa lei está escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro...” (v.17). Alegando que tanto Ele como o Pai estavam dando testemunho. Vemos claramente aqui que Jesus é uma pessoa e não um “atributo”, bem como o Pai e o Espírito Santo (ver ainda 2Jo.3; Jo.14.16 e etc.).

Todo cristão verdadeiro sabe que a salvação ocorre pela graça de Deus (At.15.11) por meio da fé (Ef.2.8,9).

Todo cristão verdadeiro sabe que grupo nenhum salva, somente Jesus Cristo Salva (At.4.12) e só Ele é o caminho (Jo.14.6). A necessidade da igreja é explícita, mas a existência de uma única igreja verdadeira é flagrante exclusivismo e proselitismo (Rm.15.20).

Ainda tem dúvidas? Entre no site do movimento AQUI Compare em sua Bíblia o que ensinam tire suas próprias conclusões. Que inclusive, não tem uma declaração de fé a disposição no site. Mas, veja o que dizem em uma página do mesmo: "O nosso objetivo é divulgar a mensagem do profeta WILLIAM MARRION BRANHAM que é a Bíblia revelada". Fonte: http://www.avozdedeus.org.br/site/a-igreja/nosso-objetivo.html SOLA SCRIPTURA!

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

27 comentários:

Iremar disse...

Em João 8.16 o próprio Jesus disse: “... não sou eu só, mas eu e o Pai...”. Mais adiante ele diz: “...na vossa lei está escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro...” (v.17). Alegando que tanto Ele como o Pai estavam dando testemunho. Vemos claramente aqui que Jesus é uma pessoa e não um “atributo”, bem como o Pai e o Espírito Santo (ver ainda 2Jo.3; Jo.14.16 e etc.).
Mateus 1:18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mäe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.
Amados se Maria foi concebida pelo Espirito Santo ;quem concebe e o Pai.
Amados o Pai e o Espirito Santo é o mesmo. Se não for o mesmo o senhor Jesus Cristo tem dois Pai. !!!!
O senhor Jesus Cristo voutou ao céu e foi intronizado no seu trono. E só Ele tem corpo por isso Ele é uma pessoa. O Espirito Santo não tem corpo, não pode ser uma pessoa. O Espirito Santo está em todos os lugares em todos os homens e mulgeres que o receber. Por isso o Divino Jesus Cristo disse; eu e o Pai somos um (único)

Daniel Durand disse...

Observação: Não responderei aos comentários, deixei-os abertos para direito de resposta. Dúvidas e mais esclarecimentos sobre os meus textos, escreva para:
web-assessoria@bol.com.br

Cdvan Silva disse...

Se todas igreja prega o evangelho de salvação.Referente a trindade essa sim prega a verdade.q uem sou eu pra julgar todos nós seremos jugados e vamos para o mesmo destino céu se formos fiel.e inferno se procurar o caminho errado,desculpa essa é minha crítica.

Geraldo Sampaio disse...

Mas que vergonha pra alguem que se dis cristão "apologeta e tal...",infelismente nos dis de hoje a muitos "Filipe" tentando ver o Pai(o grande Espírito Deus)fora de Jesus Cristo.Jesus poderia então ter dito a Filipe que ele veria o Pai no céu quando talves ele foce para lá ou em algum outro lugar,mas qual foi a resposta que o Sr Jesus deu a Filipe em S.João 14:8,9,10, sendo que no verso 6 Ele também disse:"ninguém vem ao Pai se não por mim".A muita diferença de "vem" para "vai".
Pervertedores da Verdade que complicam as coisas!Não vem que Jesus ere o corpo que o Grande Deus que é Espírito habitou!Se o próprio Jesus Cristo disse que Ele e o PAI eram UM quem vai ter a friesa de afirmar que a Divindade consiste de duas ou tres pessoas distíntas?"Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade-coloss 2:9"Leiam também Aos Hebreus 1:3 que dis que Jesus é a pessoa de Deus.
Numa coisa eu acredito de todo o meu coração:que os verdadeiro cristãos Eleitos de Deus ficam com A PALÁVRA DE DEUS,e não com teologias da carne que torcem as Santas Escrituras!

Daniel Durand disse...

Meu caro Geraldo Sampaio, dispenso sua ignorância e insultos. Não é preciso mais do que um dos quatro pontos supracitados de "como identificar uma seita" para a referida crença seja identificada como tal.

Entretanto, segue os links de outras postagens que escrevi sobre Trindade. Leia! E que a luz resplandeça sobre as trevas:

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2008/11/doutrina-trinitariana-est-ligada-salvao.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2014/06/monarquianismo-e-o-problema-trinitario.html

http://anti-heresias.blogspot.com.br/2016/05/uma-explanacao-da-doutrina-trinitariana.html

Genilson Fernandes disse...

, o adoraram; mas alguns duvidaram.
18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20 Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.
Mateus

Luiz Felipe Brito De Matos disse...

Esses irmãos que estão reclamando da matéria, pelo visto não sabem nem ler, pq escrever é evidente que não sabem.. leiam as cartas de Paulo, vejam as saudacões dele ;D

Luiz Felipe Brito De Matos disse...

Irmão, leia as cartas de Paulo... as saudações são bem claras. E tenta melhorar esse português ai, não passa credibilidade nenhuma não saber escrever! ;D

Diego Fernando disse...

To com vc Geraldo sampaio, se Deus e um e jesus e outro entao a uma hierarquia nunca vi isso esses capeta querendo confundi a gente se fosse assim estamos desmerecendo tudo que Jesus fes por nos e que er apenas mero filho de Deus pq se tivesse pai e filho obvio q o pai seria maior mais poderoso que o filho "hierarquia".Nao existe isso Jesus e o propio Deus parem de complicar as coisas.

Daniel Durand disse...

Caro Diego Fernando, pelo visto sua mãe não lhe ensinou a ter bons modos. Se aqui fosse um grupo do Facebook você seria banido, simplesmente porque não sabe debater com educação. Mas, deixando o erro de sua mãe não ter lhe aplicado como ter bons modos de lado, vamos direto ao seu argumento: "parem de complicar", "se Deus é um e Jesus é outro há uma hierarquia". Cara, quem disse para você que Deus é racional? Que pode caber na mente das pessoas? Na lógica das pessoas? Você deveria ser ateu. Porque isso que você faz é um ídolo e não o Deus verdadeiro. Pois ídolo agente inventa, compacta, economiza, cria, é fácil de explicá-lo. Mas, o Deus vivo? Ah meu caro mal educado Diego Fernando, ninguém consegue fazer isso. Vou deixar só uma pra você pensar: Jesus ofereceu o sacrifício pelos nossos pecados a quem? Só para o seu esclarecimento, "Deus" é uma palavra que se aplica tanto ao Pai quanto ao Filho, quanto ao Espírito Santo. Portanto, "Deus" não é uma hierarquia, é um título, que ora se aplica a falsas divindades, descomplicadas, que não passam de ídolos, sem qualidade divina, e ora se aplica ao verdadeiro Deus. Que possui qualidade divina, complicado de explicar, transcendente ao racional do ser humano.

Flavio Coutinho disse...

Isso é muito complicado! Uma coisa é certa, todos somos filhos de Deus e seremos salvos pela ignorância pois é o caso da maioria que defende a tese de alguém sem aceitar as diferenças de entendimento. Complicam muito e esquecem do principal...

Daniel Durand disse...

Caro Flávio Coutinho, eu não vejo que Deus seja simples de ser explicado. Olhe para Jesus como "mediador" (1Timóteo 2.5) e veja se o argumento unitarista da Igreja Evangélica Tabernáculo da Fé não vai à lona.

O texto supracitado diz: "Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem". Onde a palavra que consta no manuscrito grego Textus Receptus é "mesites", esta palavra quer dizer: "alguém que fica entre dois, seja a fim de estabelecer ou restaurar a paz e amizade, ou para firmar um pacto, ou para ratificar um acordo". Dicionário grego Dr. Strong. Bíblia versão ARA.

Simplicidade encontramos no evangelho, se você gosta de simplicidade, de assuntos descomplicados, busque o evangelho, viva o evangelho. Mas, Deus é Deus. E não aquilo que queremos, pensamos ou imaginamos que ele seja.

Seba Oliveira disse...

a paz a todos os irmaos pelo meu entendimento sei q somos salvos pela graça de jesus cristo, porque o proprio jesus diz ao apostolo paulo, disse jesus paulo a minha graça te basta

Donizeti Batista disse...

Quero parabenizar o autor da matéria, pela clareza e simplicidade, com que tratou um tema de grande relevância para a conhecimento Cristão.
Eu sei que a doutrina da trindade, não é de fácil compreensão, Mas a forque que o autor usou para explicar,...ficou 10.

Eu costumo usar o ovo para explicar a trindade, pois o ovo é uno e triuno ao mesmo tempo.
1- A casca não é a clara.
2- A clara não é a gema.
3- A gema não é a casca
E todos juntos formam um ovo, que é uno e triuno.

zak de Souza disse...

tudo o que o reverendo disse sobre o wmb não é nem a terça parte da imundice que é esse movimento , para eles wmb não é só um profeta mas o proprio cristo encarnado novamente é mole ?? nemhuma das profecias dele se cumpriu , uma das maiores aberrações dos ultimos tempos

Doni disse...

Vocês chamam de aberrações , pq Deus faz as coisas loucas para confundir as suas "sabedorias" . Nos dias de João Batista não foi tão diferente, mas a palavra do Senhor foi a ele no deserto mesmo Anás e Caifas sendo o sumo sacerdote.
E ele os chamaram de raça de virboras e os fariseus denominacionais de hoje caminham para a mesma perdição sustentando seus ensinamento anti escrituristicos , ordenam mulheres pregadoras enquanto na bíblia não a base nem uma para tais coisas.

Doni disse...

Romanos 1

20 Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
21 Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
22 Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
23 E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
24 Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Quero ver se o sr Daniel tem a coragem de exibir esses comentários .

Doni disse...

O ovo para explicar a trindade , isto que é uma ignorância e nunca foi uma doutrina apostólica , vocês são catolicismo disfarçados , pq isto foi criado e estabelecido em Roma e não tem nem um fundamento bíblico .

Doni disse...

Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
1 Coríntios 1:18-21

Esta confronta com vocês religiosos denominacionais, fariseus dos dias atuais.

Doni disse...

O evangelho apostólico não fala de "santíssima trindade" não , fala do Deus único e Senhor nosso ao qual vocês denominacionais , transformam a graça Dele em dissolução .

Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.
Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.

Judas 1:3,4

Anônimo disse...

Muitos estão discutindo a palavra de Deus. Não é pra ser assim a palavra de Deus é pra ser pregada.a bíblia e a única palavra revelada..tanta gente que muda a palavra muitos confia.no homem. kem pagou o preço por mim foi o Meu senhor Jesus Cristo muitas igreja seitas ke só fala de homens.em fim falso profetas.Senhor tenha misericórdia. .Vamos lutar pela a ke las pessoas ke estão morrendo sem Jesus. .ou iveto de brigas de ser o melhor. eo povo morrendo sem Jesus. amem

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Doni, a questão não é "coragem" é "senso do ridículo" seus comentários são verdadeiros AD HOMINEM. Faz o seguinte, faça-me um comentário dentro do contexto da postagem e com foco no conteúdo que com certeza será postado e terá a devida réplica. Obs.: liberei alguns que foram menos ofensivos possível... Você tem todo o direito a resposta, mas faça educadamente e sem o argumento ad hominem. Grato!

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Geraldo Sampaio, aqui vai mais resposta para o seu comentário acima:

Jesus não disse para Filipe que ele era o Pai, onde tem isso escrito no texto? Isso é a sua eisegese do texto. Uma falácia. Jesus disse: “Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” (João 14:9 RA). Aqui Jesus diz que Ele é a imagem, a revelação de Deus (do Pai), veja textos correlatos: “Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;” (Colossenses 1:15 RA). “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.” (João 1:18 RA). Como Deus é espírito, seria impossível Felipe vê-lo (cf. Jo.4.24). Porém, Jesus se fez carne (cf. Jo.1.14), sendo assim o motivo da resposta de Jesus: “Quem me vê a mim vê o Pai”.

Quanto a afirmação que Jesus faz de ser um caminho, a verdade e a vida e que ninguém vem ao Pai se não for por mim, o verbo “vir” não se aplica a Jesus, mas ao Pai. Ora, se ele é o caminho, não o destino, o verbo “vir” não poderia ser conjugado por Jesus referindo-se a ele próprio. O seu argumento: “Há muita diferença de ‘vem’ para ‘vai’” é inócuo. Se Jesus não é o destino, pouco interessa fazer distinção aqui entre as conjugações do verbo “vir”. Perca de tempo fazer uma exegese desta frase bíblica!

Você pergunta: “Se o próprio Jesus Cristo disse que Ele e o PAI eram UM quem vai ter a frieza de afirmar que a Divindade consiste de duas ou três pessoas distintas?”. Você percebe o que você escreve é uma contradição? Olha o verbo que você usa em sua frase: “eram”. Está no plural ou no singular? Se você estivesse com a verdade, o verbo “ser” estaria conjugado: “sou”. Na primeira pessoa do singular, e não na do plural. Percebe sua tolice? E você faz isso se apoiando no texto bíblico de João 10.30 cuja passagem o verbo persiste na primeira pessoa do plural. Muito fraco o seu argumento! Veja também que o artigo indefinido é neutro. Porque não colocou-se “único”? A palavra grega correta neste caso seria “monos”, entretanto, não consta no texto grego.

Por fim você joga o texto de Colossenses 2.9 como tivesse liquidado a questão. Bom, levando em conta as minhas refutações acima, dizer que aqui neste texto o apóstolo Paulo está afirmando que Jesus é o Pai não seria uma conclusão apressada? Note que o apóstolo Paulo não usa em momento algum a palavra “pater” (Pai) no verso em grego. Ele escreve: “oti en auto katoikei pan to pleroma tes theotetos somatikos”. (Textus Receptus) Onde que tem “pater”? O capítulo inteiro não consta Pai. O que temos na frase é “theotetos”, que é flexão de “theotes” uma palavra grega que quer dizer: “divindade: o estado de ser Deus, Deus” (léxico Strong). Isso não confirma nada a sua tese. Jesus não é o Pai, Jesus tem a plenitude (pleroma) do estado de ser Deus (theotes). Nada de ser o Pai. A palavra grega “theos” (Deus) não se aplica unicamente ao Pai, mas ao Filho (Jo.1.1) e ao Espírito (At.5.4). Ora, se for assim, O Pai é o Satanás, pois Paulo diz: “nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” (2 Coríntios 4:4 RA).

Daniel Durand (ThB) disse...

Caro Diego Fernando, aqui vai mais resposta para o seu comentário acima:

O Pai é maior que o Filho na humanidade do Filho: “… o Pai é maior do que eu.” (João 14:28 RA). Enquanto na divindade, O Filho é divino o tanto quanto o Pai (cf. Jo.10.30). Ambos são coiguais e coeternos (Cf. Cl.2.9). Não temos aqui dois deuses para que se faça uma “hierarquia”, esse pensamento remete ao bispo Ário (oponente de Atanásio no debate de Niceia), de quem as Testemunhas de Jeová tem afinidades teológicas e, pelo visto, você também. Tu não sabe nada de Trindade, você falou de unicismo e unitarismo acima. Não falou nada de Trindade. Vá estudar o assunto, você não refutou Trindade, o que fez foi apologia inócua ao unicismo e quando tira o mesmo do seu raciocínio, você só enxerga o unitarismo.

Daniel Durand (ThB) disse...

Meu caro Doni, aqui vai mais resposta para o seu comentário acima:

Você dar muita idade ao Catolicismo Romano meu caro. A igreja deixou de ser perseguida em 313 d.C., e logo em 325 d.C., o assunto sobre Trindade foi debatido e os oponentes refutados. Você acha mesmo que em 12 anos o Catolicismo Romano surgiu? Ou você segue a heresia católica que a igreja romana existe desde São Pedro? Sobre a questão de fundamentação bíblica para Trindade, tenho bastante material produzido aqui no blog sobre isso, inclusive nas respostas aos seus pares aqui nos comentários.

Daniel Durand (ThB) disse...

Caro Iremar, o começo de seu comentário está correto. Realmente Jesus e o Pai são duas pessoas distintas e não dois atributos, ou personificações como dizem outros. Entretanto, você se complica no restante de seus comentários. Vejamos:

Tem Jesus dois Pais? Por geração, humanamente falando, Jesus é filho de Deus. Mateus 1.20 não está dizendo que o Espírito Santo é o Pai, mas que Ele gerou Jesus. Devemos tomar cuidado com os extremos da metáfora, pois aí a palavra “Pai” vai deixar de ser uma figura de retórica para um termo literal. Por isso você comete um erro grosso de hermenêutica bíblica de conjecturar dois Pais. E por só enxergar assim, literalmente, não admite o Pai ser uma pessoa e o Espírito Santo ser outra.

Jesus é chamado: “… do unigênito do Pai.” (João 1:14 RA). A frase no grego: “… monogenous para patros”. (Textus Receptus).

Vamos pontuar as coisas aqui fazendo uma exegese bíblica deste frase?

Vejamos: “patros”. Flexão de “pater”: Pai, termo que varia em definição: 1) literalmente: “gerador”. 2) metáfora: o originador e transmissor de algo, alguém que está numa posição de pai e que cuida do outro de um modo paternal, um título de honra. (léxico Strong). O que você me diz? “pater” é literalmente ou metáfora? Se literal temos dois Pais. Mas, como é uma metáfora, não devemos nos preocupar com o literal. O mesmo ocorre com todos os cristãos. Jesus nos ensinou a orar ao Pai (cf. Mt.6.9), a chamar a primeira pessoa de Pai, todavia a Bíblia nos diz que a terceira pessoa é quem nos faz nascer: “Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.” (João 3:5-6 RA). Temos aqui dois Pais dos cristãos (o Pai e o Espírito)? Está óbvio que o sentido é figurado. Ou você vai fazer que nem Nicodemos? “Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?” (João 3:4 RA).

Vejamos agora: “monogenous” (flexão de “monogenes”: único do seu tipo, exclusivo). Jesus é o único do tipo, exclusivo, foi gerado de maneira única. Ele nasceu sem pecado e nasceu de uma virgem. Gerado “de” ou “por” o Pai. Pois, a palavra grega que fica entre “monogenous” e “patros” é “para”. Que quer dizer: “de, em, por, ao lado de, perto”. (léxico Strong). A frase grega de João 1.14 poderia ser “Por Pai, único do tipo”. Isso não quer dizer que o Pai é o Espírito Santo, mas que por geração, ele é o único assim deste jeito.

Enfim, Jesus foi gerado pelo Espírito Santo, a terceira pessoa da Trindade, “gerado” (gennao) literalmente, conforme está em Mateus 1.20. Embora Ele chame a segunda pessoa de Pai. Isso porque, como diz o Credo Atanasiano: “O Filho é só do Pai; não feito, nem criado, mas gerado. O Espírito Santo é do Pai e do Filho; não feito, nem criado, nem gerado, mas procedente”. Como o Espírito Santo procede do Pai e o Filho foi gerado do Pai. Concluímos que o Espírito Santo foi o agente da concepção de Jesus. Vejamos o que significa essa palavra: “Agente é aquele que age, que opera ou atua, é o que pratica a ação” (site Significados). Deus: o Pai arquitetou, o Espírito Santo gerou e o Filho encarnado nasceu.

Você diz: “O senhor Jesus Cristo voltou ao céu e foi entronizado no seu trono. E só Ele tem corpo, por isso Ele é uma pessoa. O Espirito Santo não tem corpo, não pode ser uma pessoa”.

Veja bem, não é somente o fato de Jesus ter corpo que faz dele uma pessoa. Os animais também tem corpos e não são pessoas. O Pai não tem corpo e nem o Espírito Santo tem corpo, mas são personalidades, são pessoas. Se não, então são o quê? O nirvana? Como prega o panteísmo? A despersonalização budista? Esse tipo de pensamento migra do teísmo cristão clássico e cai no panteísmo das religiões não cristãs.

Daniel Durand (ThB) disse...

CONTINUAÇÃO...

Os anjos e os demônios e até Satanás são espíritos, não tem corpos. São o quê? Se são seres que tem personalidade, pessoais, pessoas, porque o Pai e o Espírito Santo não?

Sua compreensão de pessoa é muito simplória. Pessoa pensa, sente e age. Todos os seres espirituais possuem essas características. Ou você compreende sobre Deus Pai e Espírito Santo? Não pensam, não sentem e nem agem? Complicado!

No final você termina dando um significado errado ao texto de João 10.30. Você diz: “Por isso o Divino Jesus Cristo disse; eu e o Pai somos um (único)”. A palavra que você põe entre o parêntese não condiz com o texto bíblico grego. No texto diz: “ego kai ho pater en esmen”. Onde “en” não é o mesmo que “monos” (único). A palavra “en” é um artigo indefinido. Você colocou a sua interpretação no texto, cuja palavra nem consta lá. E ainda ignora o verbo “ser” (esmen) que está na primeira pessoa do plural e não do singular.