quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

RESPOSTA APOLOGÉTICA A VÍDEO DA VERDADE OCULTA









Antes do tudo, gostaria de elogiar seu trabalho que vem trazendo esclarecimento ao povo sobre os atos ocultos dos Bilderbergers e das astutas tramas da New Age. Contudo, sobre o vídeo que assisti neste link: http://www.youtube.com/watch?v=2bjjox6L_hA intitulado “Irmão Rubens Advogado do Diabo2. Pior que Satanás”. Vejo que Rubens está equivocado quanto à visão da igreja de Cristo, bispos e templos.

RUBENS TEM QUE SE CONGREGAR E MANDAR O POVO SE CONGREGAR

Em primeiro lugar vou citar o texto bíblico de Hebreus 10.25

"Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima".

Como Rubens fala tanto da volta de Jesus, deveria se preocupar em mandar as pessoas se congregarem. E o que é se congregar? Significa: "uma reunião em um lugar" (originalmente: episunagoge). Rubens e todos os cristãos devem se reunir. E essa reunião acontece na igreja. Que originalmente chama-se "ekklesia", termo usado por Jesus pela primeira vez na Bíblia em Mateus 16.18. Significa reunião de cidadãos chamados para uma assembléia. Os antigos gregos convocavam o povo para se reunirem, esta reunião chamava-se "ekklesia". Jesus e todos os apóstolos chamam a reunião dos cristãos de "ekklesia", traduz-se "igreja" para o nosso português. Assim, o que Rubens ensina no vídeo sobre templo e sinagoga desdiz e muda o princípio da reunião do povo de Deus em um lugar.

A igreja de Cristo é formada por todos os cristãos do mundo inteiro. Mas, como estes não podem se reunir todos de uma vez, em um mesmo lugar, existem as igrejas locais, onde em localidades, sejam bairros, vilas, aldeias, cidades, estados ou nações, se reúnem em nome de JESUS. Em Mateus 18.20 diz: "Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles". Jesus se faz presente na igreja dele, que não é instituição ou denominação. Que é apenas uma organizadora e facilitadora da obra de Deus. Nada mais do que isto.

RUBENS TEM QUE SE SUBMETER ÀS AUTORIDADES ESPIRITUAIS CONSTITUÍDAS

Na igreja de Cristo existem os membros, os diáconos e os bispos (ou pastores ou presbíteros). Negar a existência dos diáconos (At.6.1-6) e bispos (At.20.28) é negar a autoridade delegada e constituída por Deus. Jesus fez um paralelo entre ele e seus enviados: "Quem vos recebe a mim me recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou". (Mateus 10.40). Não podemos negar a cadeia de autoridade constituída por Deus como Rubens faz. Jesus representa o Pai, os apóstolos representavam Jesus, e os diáconos e bispos representam os apóstolos. E lembro ao Rubens que Judas profetizou sobre os homens ímpios que surgiriam agindo como "pastores que a si mesmos se apascentam". Parece que os autores do vídeo verdade oculta não leram este outro texto: “Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros”. (Hb.13.17).

RUBENS GENERALIZOU NO VÍDEO

O apóstolo Pedro é muito claro sobre a necessidade e a realidade de bispos na igreja:

"Rogo, pois, aos presbíteros que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda co-participante da glória que há de ser revelada: pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória". 1Pedro 5.1-4

Observe que todas as questões são explicadas neste texto, inclusive aquilo que Rubens cita em seu vídeo sobre os "mercenários". Mas, diferente de Rubens, o apóstolo Pedro não generalizou. Lembrando que generalizações vem do Diabo.

RUBENS ESTÁ EQUIVOCADO:
3
AS DENOMINAÇÕES CRISTÃS SÃO SINAGOGAS DE SATANÁS?
3
Comparar sinagogas com as instituições ou denominações cristãs já é um equívoco e pior ainda é chamá-las de "sinagogas de Satanás". Isso ocorre porque Rubens faz uma interpretação fora do contexto. O texto de Apocalipse 2.9 e 3.9 que fala sobre a "sinagoga de Satanás" não tem haver com instituições cristãs, mas com falsos judeus. Quando João diz "sinagoga de Satanás", ele não estava dizendo que todas eram de Satanás como interpreta Rubens. Observe que a palavra "sinagoga" está no singular. E ainda que no original grego (sunagoge) ela se familiariza com a palavra grega usada pelo autor aos Hebureus 10.25 quando manda os irmãos "congregar" (episunagoge). O apóstolo João chama sinagoga de Satanás porque este é mentiroso e pai da mentira. Ou seja, os falsos judeus que se infiltravam na igreja de Esmirna e Filadélfia mentiam como Satanás. Porque afirmavam ser judeus sem serem (veja o contexto).
3
JESUS É O ÚNICO PASTOR E OS DEMAIS SÃO MERCENÁRIOS?
3
Não podemos generalizar em interpretações. Rubens toma o texto de João 10.10 e ataca de forma generalizada todas as lideranças da Igreja de Cristo. E interpretando de forma absoluta que a passagem não se refere ao Diabo, mas aos mercenários. Que segundo ele são os “pastores” das denominações cristãs. Assista ao vídeo e tire sua própria conclusão?! Rubens já faz...

Bom, sobre o texto em apreço, temos em João 10.1 uma pista que nos leva ou ao Diabo ou aos falsos Cristos que vieram antes de Jesus ou líderes mercenários. Mas não exclui a figura ou o papel das lideranças da igreja de Cristo. Pois o próprio Senhor Jesus foi quem os constituiu: “E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres”. (Ef.4.11). Vamos ver algumas partes importantes no texto citado por Rubens e perceber que seu absolutismo do texto é preconceituoso e manipulativo:

"Entrar pela porta" (Jo.10.2) defini Jesus como o Messias e Salvador. Ele fez o sacrifício pelos nossos pecados (Hb.13.12). Ele veio ao mundo por meio normal: nascido de uma mulher (Gl.4.4). Já o Diabo entrou e entra no mundo por "outra porta": A possessão demoníaca. Como entrou em Judas Scariotes (Lc.22.3). E veio ao mundo como serpente (Ap.20.2). Para matar, roubar e destruir. Adão e Eva, morreram, foram roubados e destruídos. Quando Satanás se intrometeu na vida de Jó. Vemos que houve: morte, destruição e sua saúde foi roubada. Em fim, vendo por este ângulo, é mais provável que seja o Diabo. Contudo, não se descarta que pode ser aplicada aos falsos Cristos ou líderes mercenários. Uma vez que o lobo citado no texto já se aplica ao Diabo (João 10.12). Mas, temos casos que em uma mesma alegoria bíblica, se atribui dois personagens do texto a uma mesma pessoa. Temos o exemplo no próprio texto. Onde Jesus se compara com o "bom pastor" (João 10.11) e como "a porta" (ver João 10.9). Em momento algum do texto Jesus excluiu suas próprias lideranças que constituiu. O próprio apósotolo Pedro chama Jesus de "sumo pastor" revelando a existência dos "pastores" (1Pe.5.4).
3
OS TEMPLOS DAS IGREJAS CRISTÃS NÃO SÃO CRISTÃOS?
3
É óbvio que o templo do Espírito Santo é o cristão (1Co.3.16). Contudo, os irmãos na fé devem se reunir em um lugar. Este lugar é a “ekklesia” (igreja) onde se reuni o povo para adorar a Deus e ouvir a sua Palavra. Que findou sendo chamado de “templo” não porque haja o interesse de usurpar o cristão de ser templo. Mas simplesmente por Jesus se fazer presente quando este cristão está reunido com outros (Mt.18.20). Assim, é um equívoco alguém dizer que ele é a “igreja”. Ele, sozinho, não é a igreja de Jesus, o cristão pode ser parte da igreja, mas não é a igreja. A igreja se faz presente quando os cristãos se reúnem em nome de Jesus. Sem falar aqui que somos “corpo de Cristo”. Metáfora usada pelo apóstolo Paulo (1Co.12.27). Que não pode ser confundido com um membro, seja pé, mão ou dedos. Cada membro é parte do corpo, mas não é o corpo. Assim cada cristão é parte da igreja, mas não é igreja. Portanto, o “templo” (local de reunião dos cristãos) serve para abrigar a igreja. Que por sua vez é composta de Cristãos. E que estes são templos e moradas do Espírito Santo. Não há nada de satânico chamar de "templo" o local onde a igreja de Cristo se faz presente.

A VERDADE OCULTA PRECISA SE RETRATAR

Gostaria que Rubens se retratasse em outro vídeo. Pois agindo assim provoca divisão no corpo de Cristo e confusão na cabeça das pessoas. E quanto a isso a palavra de Deus nos diz: “porque Deus não é de confusão, e sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos”. (1Co.14.33).